sexta-feira, setembro 30, 2016

Sexta

Fim do mês e (quase) em fim de semana, que vai ser bastante preenchido e ocupado. Entre alterações em casa - pequenas mudanças necessárias para melhorar o geral - compras de supermercado e afins, bem como uma actividade social bastante diversificada, assim vão ser estes dias.
Sinto que neste momento começa a haver uma calma e uma normalidade que me agrada e me satisfaz bastante. Quero e preciso mesmo desta tranquilidade depois destes tempos tão agitados e complicados. Quero distanciamento e paz de espírito. 
Felizmente que tudo se parece conjugar para que assim seja e mesmo um assunto que me estava a preocupar começa a resolver-se e a ficar definido, esperando sinceramente que efectivamente tudo se componha duma forma correcta e satisfatória para toda a gente.
Quanto a mim, estou como não estava há muito, com muita coisa a seguir o seu caminho natural, a encaixar-se nos seus lugares, libertando-me de muitas lembranças recentes que deixaram marcas muito acentuadas e que se vão esbatendo perante esta realidade existente hoje.
Gosto desta vivência em que estou, mesmo que tenha iniciado agora a corrida, mas como disse ontem, quero que seja uma maratona e que consiga ter o discernimento, a resistência e a consciência de que é o que quero e desejo. Sei que sou de impulsos e de momentos, mas efectivamente, estou a gostar de gostar de alguém com determinadas características e forma de estar na vida, em muito diferentes da minha.
Faz-me bem este confronto de estilos, de personalidades e de formas de estar na vida, porque tenho aprendido alguma coisa e espero aprender muito mais; este caminho de verdade, este caminho de rectidão que tenho neste momento é complementarizado pela outra personalidade que, sem rodeios ou subterfúgios, me diz (quase) tudo o que eu devo ouvir no momento é na hora. Algo a que eu não estava habituado de forma alguma mas de que preciso neste momento.
Profissionalmente está tudo bastante calmo e Pacífico; o mês de Setembro nunca foi muito bom pelas despesas que se tem neste mês com o início das aulas, o fim das ferias e os gastos que se fizeram a mais. Mas esperemos que Outubro seja bastante melhor, mesmo que ainta que tudo está cada vez mais difícil e complicado. Mas tenhamos FÉ, esperança e convicção de que tudo correrá cada vez melhor, visto que, quando se tem a cabeça arrumado e a certeza de que estamos no caminho certo, tudo corre efectivamente como deve é assim será.
Agora é no imediato, é viver um dia de cada vez, ir estruturando e consolidando o que existe, duma forma realista, verdadeira e consciente de que assim tem e deve ser, sempre com um SORRISO cheio de luz, cor e muito, mas muito movimento e " salero". 

quarta-feira, setembro 28, 2016

Realidades

Sinto-me Efectiva e afectivamente tranquilo e descansado.... tenho projectos de vida e vejo um presente/futuro que me agrada Imenso e que tem um imenso potencial. Assim o desejo e espero.
Tem havido uma calma muito grande da parte "adversária", o que me deixa bastante surpreendido, visto que estava à espera dum massacre continuado e constante. Será que este silêncio é prenuncio duma grande tempestade a aproximar-se ou é algo de mais tranquilizador e pacífico. 
Seja o que for, vamos tendo informações de vários lados de que tudo se começa a mexer e a fazer efeito. Na verdade, a nossa calma, o ignorar tudo e agir através dos meios legais e adequados é o melhor que se pode e deve fazer.
Neste momento quero apenas desfrutar do que tenho, aprofundar mais e mais a minha relação muito recente e ser FELIZ. Não quero mais subterfúgios, mais mentiras ou camuflagens seja do que for e de que maneira for. A rectidão, a verticalidade bem como ser verdadeiro dá-me uma paz de espírito  e uma postura totalmente distinta da que tinha no passado.
Comparando situações, factos e pessoas verifico que, se já tivesse aprendido há muito que esta é a maneira correcta de estar na vida, talvez tudo se tivesse mantido numa continuidade e no muito que já tive. Agora quero ter esse posicionamento, bem como essa verticalidade.
Tenho a sorte de encontrar no meu caminho e no momento certo, as pessoas certas que, com a sua identidade e personalidade, me conseguem fazer feliz. Também vou aprendendo com a vida, com os erros e com o muito que me rodeia, o que devo ou não fazer, o que posso ou não fazer.
Neste momento, quero agir com lisura, com inteligência e racionalidade porque necessito disso mesmo, bem como de me sentir seguro afectivamente, esperando ser capaz de estar e proceder correcta e adequadamente.
Tenho algo para resolver nestes dias que se aproximam em relação a uma pessoa que estou a ajudar.... quero que essa mesma pessoa encontre o seu espaço, a sua total liberdade é que consiga fazer da sua vida algo de muito bom e positivo. Evidentemente que vou continuar a ajudar e a colaborar porque quero ter o prazer de o ver licenciar-se e singrar na vida, demonstrando a todos que é uma pessoa válida e empenhada.
O fim de semana começa a estruturar-se com varias iniciativas, entre elas, uma inauguração dum novo restaurante, um casamento e ainda alterações à fazer na minha casa... bem como desfrutar bastante da companhia que vou ter, que cada vez mais faz parte da minha vida, permitindo que o meu SORRISO mais e mais luminoso e cheio de vida e de FELICIDADE.

terça-feira, setembro 27, 2016

Felicidade

Um dia de cada vez.... com honestidade, sinceridade e realismo que são os meus lemas actuais.
Porque será que as pessoas estão um pouco cépticas e renitentes em aceitar o que lhes digo em relação ao presente que tenho e parecem não acreditar ? A resposta é bem simples, prendendo-se com uma história que todos conhecem, chamada o Pedro e o Lobo. Tantas vez afirmei determinadas coisas que, agora, tem de se ver para crer, como São Tomé.
A grande diferença, para mim, é sentir que estou diferente, a fazer completamente o oposto que fazia e num registo totalmente novo para mim e para os outros. O tempo ir-me-à dar razão, esperando ser capaz de manter esta postura e este registo.
Sinto que todo este tempo de análise, todas as minhas dúvidas, toda a minha "reconstrução" começa a dar resultados e a produzir algo de muito positivo e construtivo. Gosto de mim e da pessoa que sou e estou, porque em vez de me esconder atrás dos meus medos e fantasmas, das minhas compulsões e obsessões, estou a enfrentar tudo isso, construindo algo de sólido, de verdadeiro e de real.
Não sinto qualquer necessidade de andar em sites, como andava, nem tão pouco de estar sempre e permanentemente a viver a noite, visto que tudo isso eram substitutos de algo que não tinha em mim mesmo e que, aparentemente, encontrei agora e nestes dias.
Espero e sobretudo desejo que este novo caminho - estas novas auto-estradas neuronais - sejam uma realidade crescente, para poder viver este meu quotidiano sem stresses, sem problemas e duma nova forma. Está na altura de deixar a minha faceta infantil, birrenta e negra para passar a ser um adulto consciente, válido e com todos os recursos à minha disposição.
Que o meu SORRISO seja cada vez mais luminoso, vivo e cheio de movimento para que esta mesma vida seja vivida da melhor forma possível e desta forma verdadeira é sentida.

segunda-feira, setembro 26, 2016

Feliz

Segunda feira... início de mais uma semana em que, para além da rotina, irei prosseguir com a minha vida pessoal e afectiva que, neste momento, está a viver um momento muito especial e extremamente bonito.
Consciencializei finalmente que a melhor resposta que se pode dar a determinados factos e a determinadas pessoas ( serão mesmo pessoas ?? ) é o absoluto silêncio, é o ignorar é o colocar nos seus devidos lugares. Ou seja, lixo no que é lixo, não dando qualquer importância a calúnias, mentes perversas e doentias. 
Ontem fiquei de tal maneira enojado com afirmações gratuitas, com acusações completamente desprovidas de sentido que, se há resolvido o que iria fazer, ainda mais convencido fiquei. Na verdade esta faixa  etária vive destas redes sociais, destes mexericos e destas confusões. Até se degelariam umas aos outros, se apunhalam pelas costas e publicam tudo isso.
E no meio disto tudo nem pensam nas coisas, engolindo tudo o que lhes dizem sem parar para pensar e ver o ridículo da situação e dos factos. Estou abismado com tudo isto, bem como espantado como é possível ter-me deixado arrastar para esta "cena".
Felizmente que surgiu, neste momento, uma pessoa simplesmente fantástica, absolutamente realista e com os pés bem assentes no chão que me tem ajudado imenso nestes dias, em que estou envolvido num folhetim muito reles e incrivelmente de baixo nível.
Também tenho a sorte de ter um núcleo de amigos simplesmente fantásticos, fabulosos e extremamente preocupados comigo; em cada situação que atravesso, mais tenho a certeza disso é mais FELIZ fico por isso mesmo. Que reconheça essa verdade, deixando-me de "ciúmes" injustificados ou de atitudes infantis e de vitimização.
Até nisso o PR acerta em cheio quando me diz para não me armar em vítima, porque de vítima não tenho nada, sendo eu o culpado de muita coisa por me pôr a jeito... acho que nestes dias amadureci muito mais do que em em muitos meses e em muitas sessões analíticas. Mas sejamos justos connosco próprios e com o meu querido AA.
Se não estivéssemos em plena revolução analítica, não teria certamente a capacidade para pensar como o estou a fazer, nem a aceitar o muito que me têm dito e feito. Por isso pode haver um tempo como este que tem um longo trabalho analítico e de profundidade feito desde há muito tempo, traduzindo-se agora nesta "nova" visão das coisas.
Ontem ainda também talvez se tenha iniciado um projecto muito engraçado e reposto algo muito mal feito há muitos anos e que, talvez, seja corrigido em breve. Assim o espero e assim o desejo porque, como disse, ontem tive um almoço super agradável e interessante em que dos muitos temas abordados, foram positivamente encaminhamos com soluções e ideias que me pareceram extremamente interessantes e justas.
Uma vez mais, estou convencido que, das tormentas, dos períodos conturbados podem surgir coisas muito positivas e soluções criativas, bem como aparecerem as pessoas certas e adequadas ao momento. Talvez se isto não estivesse a acontecer e eu não tivesse desde logo partido numa de verdade e de realismo, não estaria agora nesta posição em que estou, tranquilo e feliz.
Quero que a minha vida seja transparente e verdadeira para a pessoa com quem estou, deixando as mentiras, as meias verdades e as minhas obsessões e compulsões completamente de lado para que possa ter sempre um SORRISO cheio de cor, de luz e de muita verdade é AMOR. 
PS: será que este Luis percebeu mesmo que é assim que tem de ser, pensar e agir ?? Espero que sim....

domingo, setembro 25, 2016

Domingo

Fim de semana fantástico... tranquilo, diferente e completamente fora de tudo o que costumo fazer, para além de que iniciei algo que, espero, frutifique e me dê a tranquilidade, a paz e aquilo que eu bem preciso.
Ou seja, talvez (ou quase de certeza) encontrei alguém que preenche algo de muito importante na minha vida. Verdade, sinceridade, interajuda e interacção duma forma plena e completa, esperando eu que seja, finalmente, desta vez que encontrei de nova a minha cara metade. É o que espero mesmo que aconteça.
Já temos imensas ideias para a casa, para nós e para o muito que nos rodeia e que vamos fazer. E vai ser muitíssimo bom que assim seja...
Para já, um grande SORRISO com muita luz, cor e som porque me sinto efectivamente FELIZ.

sábado, setembro 24, 2016

Novidades

Têm acontecido tantas e tantas coisas nestes dias que nem sei o que escrever ou dizer acerca de muitas delas. Neste momento tenho em cima de mim uma avalanche de coisas que me vão dando que  fazer, mas que, em ultima analise, se vão resolver em sede própria. E não tenciono falar muito mais de nada disto porque a mesquinhez, a maldade e as pessoas mal resolvidas e que se alimentam de tudo isto, apenas têm um caminho que é serem devidamente castigadas e punidas. E isso vai acontecer.
Quanto ao resto, tenho tido a sorte de estar, neste momento, com a solidariedade de muita e muita gente - os meus verdadeiros amigos - bem como ter encontrado uma pessoa simplesmente fora de série e que pareço conhecer há muitos e muitos anos.
Temos imensas afinidades, imensas coisas em comum e sobretudo uma panóplia de interesses conjuntos e uma conversa fluente e seguida. É uma pessoa adulta, madura e com uma enorme vivência que apenas nestes dias já me fez um bem imenso; bem como perceber imensa coisa e seguir um caminho diferenciado e completamente diferente daquele que tenho percorrido, esperando ser capaz de "aproveitar" esta oportunidade que me é oferecida e, talvez, conseguir ter finalmente uma pessoa a meu lado como deve ser e duma forma que preciso e quero.
Estou bastante sereno e tranquilo porque, felizmente, tenho a minha vida organizada e esta confusão serviu também para definir as minhas prioridades e os caminhos que quero seguir duma forma real, verdadeira e certa. É tempo de tomar as atitudes certas e correctas e sinto que o estou a fazer agora e neste momento. E sinto-me feliz por isso e por manter o meu SORRISO cheio de luz, cor e som...
Neste momento, contra ventos e marés, sinto-me relaxado e descansado porque sei que estou no caminho certo e que "os cães ladram, e a caravana passa", pelo que o meu SORRISO poderá continuar a ser bem luminoso, colorido e cheio de vida.

sexta-feira, setembro 23, 2016

Pensamentos

Felizmente que recuperei o meu blogue original e que posso continuar a escrever nesse mesmo blogue, visto que é o meu companheiro de muitos e muitos anos. Na verdade são quase sete anos de escrita (quase) diária que me acompanham e onde faço uma análise do muito que me rodeia.
Neste momento complicada da vida em que a justiça não acompanha a velocidade da internet e das redes sociais, tenho de manter a serenidade e a tranquilidade de espírito porque tudo se vai resolver duma forma justa e verdadeira. Espero que se consiga conter os danos e que tudo isto passe rapidamente e amanhã acordemos com tudo resolvido e ultrapassado.
Evidentemente que há todo um submundo que desconhecia por completo e que não quero mesmo voltar a contactar, tendo já a certeza de que me vou afastar de muita coisa e fazer da vida algo diferente e completamente fora de tudo aquilo em que me tenho envolvido até agora. Já chega de fantasias, de ilusões e de confabulações porque apenas servem para me destruir a vida e a seguir caminhos sem saída e ruelas esconsas e escuras.
Quero que o SOL volte a entrar na minha vida, que a FELICIDADE seja uma constante do meu quotidiano e que consiga efectivamente ter o meu SORRISO de volta.
Mas como me diz um amigo muito chegado - e que me decepcionou pela primeira vez há uns dias acerca duma reacção que teve, mas que quero conscientemente entender - não vale a pena escrever e reflectir teoricamente e depois na prática fazer tudo da mesma forma. A teoria tem de ser aplicada na prática e se assim não for, agradeço que alguém me interne  compulsivamente.
Tenho a sorte de ter pessoas que me rodeiam duma integridade e duma amizade imensa, começando nos meus filhos, que têm sido fabulosos, fantásticos e que estão incondicionalmente ao meu lado duma forma que me enche de orgulho e de satisfação. Nunca mais lhes quero dar motivos para não estarmos como estamos agora. Os meus verdadeiros amigos são outra grande fonte de apoio, bem como a minha muito querida assistente que é o meu braço direito, o meu conselheiro e um dos meus pilares mais sólidos.
Por tudo isto, espero conseguir recuperar o meu SORRISO cheio de luz e de sol, cheio de coisas boas e superar rapidamente toda esta realidade horrível e negra. E vou conseguir porque tenho essa certeza de estar no caminho certo.

quinta-feira, setembro 22, 2016

recuperacao

Recuperei o meu blogue :)
Já posso ter um SORRISO cheio de cor e de luz

quarta-feira, setembro 21, 2016

Desanimo

Mais uma "aventura" aconteceu ontem.... fui sujeito a uma invasão do meu FB com uma série de vídeos, mensagens e afins que me deixaram completamente de rastos e envergonhado. Tive uma enorme onda de solidariedade dos meus amigos e, neste momento, sei quem são mesmo as pessoas com quem posso contar e ter do meu lado.
Estou farto, cansado e desanimado com tudo isto; não percebo nada destas atitudes a não ser mesmo pela má formação, mesquinhez e maldade de pessoas que nem têm qualificação... estou completamente de rastos com tudo isto e espero que as coisas tenham ficado por aqui.
Vou sair da circulação durante uns tempos e ficar calmamente a deixar passar o tempo e tudo isto. Ou seja, sem saídas para os mesmos locais e sem encontros imediatos de qualquer tipo.
Só me apetece mesmo desaparecer, hibernar ou algo assim para deixar passar a tempestade e amainar tudo isto. Estou tão, mas mesmo tão cansado....
Na verdade acho que já não estou preparado para determinados factos da vida ou realidades totalmente diferentes da minha e do que, habitualmente, me rodeia e que faz parte do meu quotidiano. Será que é desta vez que aprendo mesmo e que, finalmente, sigo outro caminho e outra direcção ?
Não me apetece escrever muito mais, porque também não há muito mais para escrever a não ser que, hoje, o meu SORRISO é bastante triste, descorado e muitíssimo iludido com tudo isto que me aconteceu nas últimas horas.

terça-feira, setembro 20, 2016

Factos

Mais um dia.... muita coisa vai acontecendo e encaixando nos seus lugares, na certeza de que cada vez mais tudo ficará mais e melhor esclarecido. Quero mesmo que tudo fique devidamente estabilizado e sobretudo que estes folhetins acabem quanto antes.
Também é certo que à medida que me vou conhecendo e descobrindo mais e mais coisas, vou também percebendo o que devo realmente fazer bem como tudo aquilo que não devo mesmo fazer ou permitir.
Hoje o AA disse-me várias coisas que me ficaram no ouvido e me fizeram pensar bastante, uma delas relacionada com alguém bem presente neste momento e da qual tenho que, rapidamente, soltar-me e seguir por outro caminho. Além de tenho de perceber exactamente a existência ou não de qualquer tipo de relação ou de sentimentos.
Quanto ao resto, bem preciso de alterar muita coisa, compreender-me e aceitar-me tal como sou e ainda de saber o que quero ser e como quero estar. Sinto que este fim de semana e os vários factos ocorridos serviram para me alertar de que o caminho seguido não pode ser este nem pouco mais ou menos,; devo e tenho de me consciencializar de que já tenho idade para fazer diferente, deixar de ser controlador e/ou predador visto que acabo por ser eu controlado e atacado por outros predadores bem mais espertos do que eu.
Mas sigamos em frente, façamos diferente e pensemos antes de agir seja em que aspecto for, porque também já sei que sou extremamente falível, muito influenciável e ainda que não domino as situações como quero e desejo. Por isso mesmo, calma e muitos caldos de galinha...
Será que alguma vez conseguirei ser o que gostava de ser e de estar à altura do que acho que mereço. Antes desconhecia os meus problemas, as minhas compulsões e obsessões bem como me sentia tantas vezes como uma panela de pressão prestes a explodir. Neste momento, tenho esse conhecimento e essa sensação de explosão está completamente afastada de mim, pelo que talvez tenha melhorado bastante e esteja bem mais consciente de mim mesmo.
Quero fazer mesmo uma espécie de travessia do deserto mas não sei se tenho essa força e essa coragem para o fazer, se prefiro continuar a refugiar-me no ilusório, nas quimeras mil ou se enfrento mesmo a realidade que tenho e consigo transformar a minha vida em algo melhor e mais real e verdadeira.
Para isso, manter o meu SORRISO bem luminoso, colorido e cheio de força é o fundamental e o necessário para encontrar a minha Felicidade.

segunda-feira, setembro 19, 2016

Desilusão

Mais um fim de semana que acabou... felizmente duma maneira bastante melhor que o próprio desenrolar destes dias. Duma forma surpreendente, inesperada e muitíssimo agradávell.
Sinto que, apesar de tudo, há uma grande ligação e uma grande cumplicidade mesmo sabendo dos muitos obstáculos existentes e do enorme fosso que, infelizmente, é uma realidade nesta sociedade e neste mundo em que vivemos.
De qualquer forma é um desafio e uma chamada de atenção constante visto que nem sabemos bem o que existe, se existe e se é algo que tenha alguma consistência. Mas quando se ouvem certas coisas como a vontade de se ter um objecto de compromisso, então fica-se a pensar em tudo isto e sem saber muito bem o que pensar.
O fim de semana e sobretudo o sábado, teve uma noite péssima em que fui confrontado com a minha própria "doença" e estupidez... convenço-me cada vez mais da facilidade com que sou atingido por determinada espécie de gente que me controla duma forma imensa, ao contrário daquilo que eu pensava. Ou seja, em vez de ser eu a controlar, sou eu que me deixo ir e que deixo que me controlem duma forma horrível.
Domingo foi um dia de descanso, reflexão e duma tentativa para seguir em frente duma forma mais positiva, realista e verdadeira. Tenho os conhecimentos, sei o que não quero e principalmente não quero nunca ter aquela sensação de ser usado, utilizado e abusado.... que foi o que senti para além duma grande humilhação.
Cada vez mais acho que vivemos num mundo horrível onde apenas interessa falar mal, deitar abaixo e fazer o pior que se pode aos outros; não há interesses, não há vontade de evoluir profissionalmente e há uma absoluta dependência pelas redes sociais e por quem é mais visto e comentado. Se um dos programas de eleição desta gente é a Casa dos Segredos penso que estará tudo dito.
 Mas pensemos diferente e sobretudo  que tenhamos a consciência de que, apenas com bom senso e inteligência, conseguiremos seguir em frente e fazer da nossa vida algo que mereça a pena e que seja verdadeiro, digno e positivo. Bem como continuarmos a sonhar para sermos felizes e mantermos o nosso SORRISO duma forma constante, luminosa e cheio de força para vencermos.

domingo, setembro 18, 2016

Feelings

Ontem tive a confirmação completa e cabal daquilo que, efectivamente, sou em termos de relações humanas e de contactos. Do alto da minha incapacidade de discernir as coisas, de me deixar enrolar constantemente e da mania que tenho de ser muito esperto, só me meto por caminhos completamente anómalos e estúpidos.
Começou por me aperceber que tempos passados não voltam mais e que estou completamente excluído de certos círculos, de pseudo amigos e de pessoas que pensava serem minhas amigas. A verdade é que muitas dessas pessoas nunca mais me ligaram alguma nem tão pouco se preocuparam mais comigo. E o que é certo é que fizeram parte da minha vida e da minha casa durante tantos e tantos anos. Ainda por cima há pessoas que de todo parecem perceber que se pode ter tido uma relação e que se pode manter uma amizade e um carinho especiais sem outras intenções. tenho pena.
Durante o dia, fartei-me de fazer coisas em casa e fora de casa. Compras, comidas, roupa e ainda a habitual festa para aguentar aquilo que iria ser uma longa noite e que acabou por não ser quase nada.
No Kings & Queens foi a festa in da temporada com meio mundo a encher a casa e muita gente conhecida também.
Infelizmente dei de caras com pessoas dum passado recente e muito recente que estavam juntas e que, pelos vistos, se conheciam e para mim, se uniram para me atrair de novo para situações negativas e estranhas. Vi também pessoas doutros tempos que julguei que tivessem desaparecido e para culminar tudo isto, surpreendi uma situação muito estranha com a pessoa que estava comigo. Tudo coisas que me deixaram bastante perturbado.
Mais do que  isso, percebi agora, mais do que nunca as figuras que tenho feito, o que realmente interessa aos outros e ainda que, aparentemente, parece que nada muda em mim nem no meu relacionamento com o mundo e as pessoas. Quando será que aprenderei de vez e duma forma consciente que há coisas impossíveis e completamente fora do meu horizonte ?
Quando tomarei mesmo nas mãos as rédeas do meu destino e do meu caminho neste quotidiano ? E deixarei de acreditar em contos de fada e em "milagres" que não existem, porque a verdade é que sou como sou, tenho a idade que tenho e contra isso nada há a  fazer.
Além disso, toda esta geração mais nova, vive envolvida em redes sociais, em quem tem mais likes, mais "amigos" ou mais conhecimentos, bem como quem se veste assim ou assado e coisas desse género, numa infantilidade e inutilidade imensa. Vive-se das aparências e do diz que diz ou que se falou... sem grande consistência, muitos esquemas e sem qualquer finalidade visível na vida, sem ser mesmo viver e gozar o momento presente.
Neste momento, vou cumprir o que prometi a uma pessoa, fazer por ela o que puder e ela souber aproveitar e também afastar-me de muita coisa que não interessa nem faz qualquer sentido neste momento. tenho forçosamente de alinhar a cabeça com positividade e com a cabeça no seu lugar e não andar a correr atrás de quimeras e de sonhos impossíveis.
Mas como tudo tem um lado positivo, ainda bem que vi e constatei certas coisas que me abriram bastante os olhos e me fizeram perceber ( finalmente ?!?!?!? ) tudo aquilo que não pode acontecer nem ocorrer... e a minha consciência e o meu pensamento têm de estar cada vez mais atentos a tudo isso e não me deixar cair nestas situações todas sem qualquer nexo e bastante negativas. Para além de tudo é a minha imagem e a minha autoestima que mais sofrem e se deixam abater. E não quero...
Mas vou continuar neste caminho de introspecção e de reflexão, com a cabeça erguida e um grande, imenso SORRISO cheio de vontade e de força de fazer melhor e alcançar tudo o que quero e desejo. Ser FELIZ e ter à minha volta todos aqueles que amo e que também gostam de mim... que assim seja.


sábado, setembro 17, 2016

Sábado

Sábado... dia de múltiplas tarefas e de actividade. Supermercado, compras, cozinhar para o fim de semana e também para a semana, ir ao El Corte Inglês e ainda ao Principe Real buscar uma roupa que ficou a arranjar e finalmente descansar um pouco para se estar em condições de se ir para a noite. Hoje grande festa especial para gente especial...
Ontem também se saiu, mas infelizmente há pessoas que continuam na sua mesquinhez e na sua maldade a tentar provocar as pessoas e a arregimentar outras com argumentos falsos e totalmente descabidos.
Mas vou tratar desse assunto rapidamente e duma forma que seja o mais definitivo possível para que esta perseguição doentia cesse e possamos fazer uma vida normal e de acordo com os nossos padrões.
Ao falar com a minha grande amiga CP, soube de algo que me deixou um pouco triste ou melancólico, por me ter mesmo apercebido que passei para outro campeonato e que nunca mais farei parte de determinado núcleo. Há pessoas que não conseguem ultrapassar preconceitos e ideias de que as coisas têm de ser como elas acham e que antigas relações devem ficar completamente separadas e cada qual no seu canto. Acho triste mas tenho de respeitar a opinião de cada qual.
Mas cada qual segue a sua vida como a sua consciência o determinar e, da minha parte, também o farei á minha maneira e como o souber fazer. E sobretudo ignorando o afastamento de tanta gente, supostamente amiga e interessada em mim e que nunca mais deu sinais de vida ou do que quer que seja.
Felizmente que também criei novos amigos e novos ambientes, mesmo que, neste momento, necessite duma certa calma e uma certa solidão para me conseguir abraçar a mim mesmo e estar comigo duma forma plena e completa. Como quero estar e conseguir ...
A vida dá imensas e múltiplas voltas, sendo o mais importante procurarmos o caminho para sermos felizes e capazes de levar por diante a nossa vida da melhor forma possível sem atropelar ninguém e estando também preparados para o que nos surgir por diante aproveitando tudo o que nos possa trazer FELICIDADE.
Na verdade há pequenos nadas na vida que poderão fazer toda a diferença se forem efectivamente aproveitados e desfrutados porque quando algo é feito com vontade, com carinho e com um enorme SORRISO é muitíssimo mais fácil estar neste momento e nesta vida que temos. Se nos contentarmos com o que temos, se soubermos tirar proveito do que temos certamente que conseguiremos ser mais FELIZES e completos.
Um grande SORRISO neste sábado em que me sinto bastante tranquilo, calmo e sobretudo em boa companhia... sem compromisso, sem expectativas mas numa grande sintonia e cumplicidade. Mesmo sabendo que não se irá prolongar ao longo do tempo...

sexta-feira, setembro 16, 2016

Factos

Mais uma pessoa que deve ter desaparecido do horizonte, por motivos que desconheço porque tudo parecia estar a correr bem ou pelo menos assim me parecia.... mas nada de especial, porque na verdade foi pouco tempo e não deixa grandes sequelas. Não deixo de ter pena, mas é a vida e tenho de me adaptar.
Ontem à noite fui "visitar" novamente a PSP de Carnaxide para fazer um aditamento a uma queixa feita há uns tempos e que fui acrescentar o nome da pessoa culpada, tendo sido "surpreendido" pela reacção do agente que tomou nota da ocorrência, ao referir que essa mesma pessoa tem nos ficheiros da policia, um longo historial é um rol de queixas e acusações.
Nada que eu não desconfiasse já é não tivesse quase a certeza, mas assim tive a confirmação de que não me enganei acerca do meu diagnóstico e da certeza que tenho do modo de vida dessa mesma pessoa. Mas felizmente que tudo se acaba por pagar é justamente isso acabará por acontecer.
Também ontem fomos ver a Vogue fashion night que decorreu no Príncipe Real e na Baixa, com as lojas todas abertas e imensa gente nas ruas. É uma iniciativa muito gira e dá para comprar coisas a preços excelentes e muito aceitáveis. Sobretudo pela dinamização que promove e pela  novidade existente. Gostei bastante e tenciono voltar para o ano....
Quanto a tudo o resto vamos gerindo tudo isso da melhor forma possível o que temos e vamos conseguindo na vida... Felizmente que termos a força necessária para o fazer, bem como os meios para prosseguir este caminho que quero e que tenho de seguir mesmo.
Sinto-me tranquilo, calmo e sobretudo confiante no meu quotidiano e nas minhas capacidades para enfrentar a vida, as suas vissicitudes e as suas benesses e contrariedades. Sei que tenho um longo caminho a percorrer, bem como muita coisa para resolver, decifrar e entranhar até poder ter uma acção coerente e realista, como eu quero e desejo.
Este fim de semana não tenho nada de especial programado, a não ser uma está no Kings & Queens no sábado é pouco mais. Depois será o habitual, compras de supermercado, cozinhar, fazer contas e ainda reflectir um pouco na vida, bem como ler, descontrair e relaxar das agruras da vida. Ou seja, nada de especial mesmo.... a não ser que pensava ter uma companhia diferente e isso parece que não vai acontecer.


Fica o meu SORRISO cheio de entusiasmo pela vida, de luz e som bem como uma enorme vontade de prosseguir a vida duma forma real, interessante e verdadeira.

quinta-feira, setembro 15, 2016

Momentos

Ontem tive um jantar fantástico com os meus filhos e namoradas, num espaço girissimo; apesar de ser um restaurante muito antigo - o Papa Açorda - está agora a ocupar o primeiro andar do Mercado da Ribeira.
Foi um reencontro com pessoas maravilhosas e de que me orgulho imenso porque são, efectiva e afectivamente, o motor da minha vida e deste presente que tenho de preservar e conservar. Bem como me servirem de fio condutor da minha vida, para me impedir de seGuir caminhos que não devo percorrer.
Ontem senti-me vivo, contente e feliz por ter ajudado a "formatar" dois seres tão empreendedoras, tão bonitas e simplesmente bem formadas e contentes consigo próprias. Apesar de todas as minhas falhas e ausências, deixei a minha marca em ambos e em ambos reconheço partes de mim e de como sou.
Mas o mais importante e fundamental é eles estarem muito bem na vida, a seguirem o seu caminho completamente autônomos de mim e com confiança e muita força. É isso é algo que me enche de bastante orgulho, felicidade e animo para prosseguir neste meu caminho de que tenho cada vez maior consciência.
Depois tive também um momento bastante especial e carinhoso, que me fez bastante bem e me deixou francamente bem disposto e também feliz, mesmo sabendo que foi um acaso, algo inesperado, mas de vontade e sem que eu tivesse feito nada para que acontecesse. Ainda estou para saber o que aconteceu realmente e sobretudo a razão pela qual aconteceu.
Hoje tive mais uma sessão analítica que se estão a tornar cada vez mais profundas e profícuas, com descobertas constantes; sei de toda a teoria e do muito que tenho de trabalhar para alcançar os objectivos que quero e que desejo, na certeza de que devo reflectir, pensar e agir de acordo com este meu pensamento e consciência do que sou ou, melhor, do que quero ser. Bem como do muito que não quero mesmo fazer ou caminhos que não quero, de novo, percorrer.
A verdade é que, analiticamente, estou a fazer um caminho bastante complicado e difícil neste momento, porque cada vez mais se aprofundam as coisas e este labirinto mental em que me movo está a ser lentamente percorrido e compreendido, com o acertar do caminho certo e o fecho dos atalhos que não levam a lado algum.
Por tudo isto e muito mais sei que vou ser capaz de ultrapassar e resolver todas estas minhas obsessões e compulsões, bem como seguir com uma vida pacata, tranquila sempre com um SORRISO cheio de luz e cor, bem como continuar a descobrir o caminho certo e verdadeiro para a minha vida.

quarta-feira, setembro 14, 2016

Parabéns

Hoje o meu filho mais novo faz 25 anos.... como é possível já ter passado um quarto de século ?
Parece que foi ontem que nasceu no Hospital São Francisco Xavier, que teve aqueles problemas todos e que, felizmente, tudo ultrapassou.
Sempre foi uma pessoa dum carácter firme, determinado e decidido em tudo aquilo em que se empenhava. Sempre teve os seus objectivos bem definidos e bem estruturados e ao longo da vida tem demonstrado uma força e um empenho de que muito me orgulho.
Sinto-me muito próximo dele e , neste momento, apenas quero continuar assim, esquecendo muita coisa recente e que sei que o magoaram e o atingiram... sendo tão reservado e fechado, tem dificuldade em exprimir ou libertar os seus sentimentos, mas sei que tenho de o "compensar" e de ter bastante cuidado com a minha exposição em determinados Campos. Sei que o farei porque os meus filhos são o motor da minha vida.
Foi por eles e especialmente pelo F. que eu não tomei medidas graves e irreversíveis porque ele me apoiou imensamente e me ajudou bastante a superar tempos muito, muito difíceis mesmo.
Quando estava completamente em baixo, sem qualquer perspectiva de futuro ou de vida, foi ele que me deu a força e o suporte necessário para prosseguir a minha vida e não fazer mais disparates.
Neste momento, estou cada vez mais consciente do que não posso nem devo fazer e, calma e paulatinamente, devo seguir a minha vida da melhor forma e sem sobressaltos. Tenho de colocar a cabeça no lugar e de fazer completamente diferente do que fiz até agora... entranhar-me da minha compulsão e obsessão e fugir de tudo aquilo que me possa causar dano ou alimentar esse tipo de comportamentos.
A verdade é que, sabendo de tudo isto com plena consciência do que tenho, devo reflectir mais antes de agir, bem como de pensar antes de estar envolvido em realidades bem desagradáveis e em situações que deixam um rasto bem triste. Ou seja, afastar-me desse submundo de maldade, mesquinhez e de utilização indevida das pessoas que são o dia a dia de muita e muita gente. Infelizmente bastantes mais do que eu pensava ser possível.
Neste momento, estou com muita calma a (re)fazer a minha vida, a ajudar quem eu acho que merece e cheio de vontade de que tudo dê certo o mais rapidamente possível, bem como conseguir estar de bem comigo mesmo e não me meter em mais aventuras ou esquemas altamente danosos e perigosos. Pensar antes de agir e reflectir antes de avançar com o que quer que seja.
E neste 14 de Setembro, 25 anos depois do nascimento do meu querido filho F. quero deixar-lhe um especial SORRISO cheio de força, de Amor e de muito carinho, com a certeza de que tenho filhos maravilhosos e encantadores. Que continuem assim e que eu possa ver o seu crescimento e evolução...

terça-feira, setembro 13, 2016

(novas) Contradições

  Mais um dia, mais uma sessão analítica que vão sendo progressivamente mais produtivas e esclarecedoras. Neste momento sei o que não quero, o que não devo fazer nem ter apesar de ainda poder não saber o que efectivamente vou fazer-lhe como vou fazer. 
Tenho consciência do muito que se passa, duma realidade que tenho - e que muitas vezes não gosto - bem como de todas as minhas compulsões e obsessões. São estas mesmo que tenho de combater, de contrariar e de fazer diferente para me poder sentir bem e ter uma vida real, verdadeira e sentida.  
Neste momento o que sinto, duma certa forma, é esta contradição interna entre o que penso e sinto e a realidade em que estou envolvido; será que não consigo fazer diferente do que faço, 
controlando a minha "doença" e tendências obsessivas ??
O que senti durante a noite de hoje foi bastante significativo e paradigmático da minha confusão interna e das minhas contradições.... na verdade não posso dizer e fazer para que façam e ajam e depois sentir-me mal quando as coisas acontecem e a realidade é aquela que deve mesmo ser. É o que faz sentido e o que tem toda a lógica.
Mas quero afastar-me de tudo isto e de todos estes objectos externos que me perturbam e me "danificam" a minha homeostasia interna e o meu raciocínio. Quero estar de bem comigo mesmo e seguir um caminho real e seguro, mesmo que isso implique a tal travessia do deserto que eu acho dever fazer para minha tranquilidade e segurança.
Também é verdade que ando cansado da noite, dos mesmos programas e actividades, pelo que provavelmente até me fará bem afastar-me de tudo isso mais a envolvência que isso significa. Talvez encontrar outras paragens, outros locais onde possa encontrar pessoas com mais afinidade com aquilo que sou e quero.
Hoje não me sinto no meu melhor... São muitas situações para resolver, para entranhar em mim mesmo e sobretudo caminhos que tenho de ir fechando para poder abrir novas  e melhores janelas de oportunidades e de rumos. Apenas saindo destes registos doentios e repetitivos, conseguirei mesmo criar uma nova realidade e uma nova vida que me permita encontrar a minha FELICIDADE e o meu SORRISO.
A verdade é que é o que mais desejo neste momento.... ter uma vida saudável, sem complicações e sem deslizes de maior, para poder estar bem comigo e com o mundo. Porque será assim tão difícil enfrentar a realidade e o que tenho à minha volta que é bem visível e bem evidente. Continuarei a ser o eterno otário que, mesmo percebendo, continua a cometer os mesmo erros e as mesmas asneiras sempre e sempre ?
Quero ter o meu SORRISO de volta, cheio de cor, de luz e de som, com a minha capacidade de lutador e de empreendedor, para que tudo siga um caminho certo, real e sem estes constantes sobressaltos e factos completamente desfasados do que quero efectivamente.

segunda-feira, setembro 12, 2016

Diferenças


Início doutra semana.... Continuo neste quotidiano em que quero mudar e fazer diferente. Estou a fazer por isso e tenho mesmo de modificar muita coisa e de seguir outros caminhos e outras direcções.
Ontem fui jantar a um restaurante onde não ia há muito - o Sea Me - que continua em alta e muito bom. Foi um jantar super agradável e simpático, esperando que neste novo conhecimento alguma coisa resulte, se bem que não tenha muito a certeza de que, efectivamente, haja diferenças em relação a um passado recente. Vamos ver....
Foi um bom fim de semana porque estou a conseguir dar a " volta" a algumas coisas que estão mesmo a precisar de ser mudadas e alteradas. Sobretudo uma nova visão da vida e de como estar nessa mesma vida, duma forma totalmente diferente da que estive até agora. Ou seja, chega de aventuras, de explorações, de pessoas e realidades totalmente fora de todo e qualquer contexto a que estava habituado.
Hoje vim trabalhar para Odivelas - muito pouco que fazer - e depois não trabalho à tarde porque tenho o gabinete ocupado com colegas que trabalham para mim e vão resolvendo aquilo que eu já não faço.
Hoje sinto-me bem, tranquilo e relaxado com uma nova confiança na vida e em mim mesmo, porque, afinal, parece, que sou capaz de controlar algumas coisas da minha vida e de perceber e interiorizar que tenho, forçosamente, de seguir outros caminhos e outros rumos. Além de que está minha nova confiança me permite dar outro sentido a mim mesmo e à minha vida. 
Neste momento não sei se encontrei alguém com quem possa ter alguma coisa, visto que estou bastante desconfiado de tudo e ainda há coisas que me fazem soar alarmes e travar algumas coisas. Tenho de ir com calma para não me meter mais em avarias e disparates...
O principal é ter um bom discernimento das situações e saber por onde se vai e como se vai, para não nos metermos de novo por caminhos estranhos, desgastantes e inúteis. Também está na altura de refazer muita coisa e de pensar em novos objectivos e metas.
Quero ficar com o meu SORRISO cheio de cor, luz e movimento para que a vida me sorria e como diz, Charlie Chaplin, dance, sorria e viva a vida como deve ser porque não há ensaio geral para o que for na vida.

domingo, setembro 11, 2016

Descontração

Começo a ficar cansado de sair constantemente até de madrugada e de beber como o tenho feito; por isso, ontem, fui a um bar novo que abriu no Principe Real e depois vim para casa cedo, porque estava mesmo sem vontade.
Ontem também me fartei de fazer coisas quer em casa quer fora de casa, não tendo feito a minha habitual sesta. Também conheci uma pessoa que, talvez, possa significar alguma coisa mas que, para já, não quero estar com fantasias nem com grandes projectos porque evidentemente é ainda muito cedo.
Sinto-me tranquilo e calmo, apesar de não ter dormido muito bem; penso que estou, finalmente, a entrar num período de acalmia e de retorno a uma normalidade de que bem preciso e necessito. Acho que encerrei mais um ciclo e, talvez, possa iniciar algo de novo a partir de agora. Espero mesmo que  assim seja  porque sinto essa necessário de dar esta volta e quero efectivamente que seja diferente a partir de agora.
Neste momento, preciso sobretudo de calma, de reflexão e duma consciencialização crescente e permanente dos factos, da vida e de tudo aquilo que me rodeia e que faz parte do meu quotidiano. Quero mudar de agulha e sobretudo seguir outro caminho e outra direcção, mais calmo, mais tranquilo e que me dê uma paz de espirito e me permita conhecer-me cada vez melhor e mais profundamente.
Sei que estou numa nova fase de interiorização e de auto-conhecimento com um aprofundar daquilo que sou e daquilo que quero ser ao longo do tempo que ainda vou tendo, porque apenas neste caminho de verdade e de realidade conseguirei (re)construir a minha vida e ser alguém de quem goste e com quem me sinta bem.
Ontem foi-me enviado um texto muito bem escrito em que, precisamente, se escrevia que, apenas podemos estar bem com o mundo exterior e com as outras pessoas, se estivermos de bem connosco mesmo  e resolvidas internamente. Se assim não for, é evidente que nada resultará nem poderemos construir coisa alguma porque se não nos conhecermos, nem nos aceitarmos nada fará sentido ou terá algum significado. É o que procuro fazer desde há algum tempo e é o que farei cada vez mais e, se possível, melhor.
Neste domingo, talvez vá sair com a pessoa que conheci ontem - e devo salvaguardar as distancias e ter calma, para não me precipitar - e ainda tentar descansar e preparar-me para mais uma semana de trabalho. Sempre com um SORRISO cheio de optimismo, de confiança e de vontade de me conhecer mais e mais.

sábado, setembro 10, 2016

Sábado

Mais um fim de semana, mais um sábado em que já fiz tanta coisa, desde compras, fazer comida, experimentar um novo barbeiro que abriu na minha rua e programar ainda algumas coisas.
Estou bastante mais tranquilo, sobretudo depois de ontem ter visto as reacções de algumas pessoas que me mostraram toda a razão que tenho, bem como a má formação dessas mesmas pessoas.
É curioso verificar que, muitas vezes, temos razão naquilo que pensamos e que sentimos, porque, efectivamente, este submundo em que me vi, involuntariamente, envolvido é algo de muito estranho, de muito mesquinho e de muitas jogadas para se poder viver à sombra de alguém, com estratagemas, com esquemas que me ultrapassam.
A minha ingenuidade e a minha formação não me prepararam para nada disto nem para muitas outras coisas, visto que sempre pautei a minha vida por valores éticos e morais bastante elevados e verdadeiros. A minha educação sempre foi nesse sentido e agora, actualmente, ainda mais por causa da minha análise constante.
Estive na noite sem grande vontade porque começo a ficar cansado dos mesmos locais e das mesmas coisas, mas já faz parte duma certa rotina que também quero começar a mudar e a alterar. Ontem já consegui que viéssemos relativamente cedo e em condições...
Quero entrar num novo ciclo e quero também (re)encontrar-me; preciso de pensar em muita coisa, de entrar na minha rotina e na minha estabilidade, bem como no meu espaço e território. Mesmo tendo neste momento alguém muito perto, tenho e devo fazer a minha vida normal e como eu planeei nestas ultimas férias que tive.
Sinto-me, felizmente, bastante melhor, mais tranquilo e sobretudo mais consciente do que quero, do que necessito e ainda de que há sonhos ou ilusões que não têm pernas para andar e que tenho de entranhar isso mesmo. Aliás e sinceramente já o começo a fazer e ainda bem que assim é, porque quero seguir com a minha vida para a frente e vou fazê-lo de certeza absoluta.
Sei o que não quero e sei também o caminho que não quero tomar; posso não saber exactamente o que posso fazer ou a direcção certa, mas já saber o que não quero deixa-me com um SORRRISO mais quente, mais luminoso e bastante mais consciente. Assim o espero.

sexta-feira, setembro 09, 2016

Reflexões

Mais uma sexta feira, mais um dia de trabalho depois duma noite mais ou menos dormida. Sinto que estou lentamente a "voltar" à terra, a ficar mais tranquilo e mais ligado a esta realidade que tenho. 
Felizmente que, lentamente, vou voltando a este dia a dia duma forma realista e verdadeira porque tem de ser e assim é que consigo mesmo dar a volta à minha vida, esquecendo o muito que se passou nestes últimos tempos que me marcaram bastante.
Mas nem tudo foi negativo porque aprendi imenso acerca dum tipo de vida e de realidade que desconhecia por completo e que, infelizmente, existe por aí e pelos vistos bastante mais do que pensava ser possível. Há efectivamente um submundo que desconhecemos e que está totalmente fora da nossa realidade, mas que quando nos toca, somos apanhados duma forma completa e quase absoluta. Pelo menos é o que me acontece por estar a léguas de tudo isso....
Mas, felizmente, sinto que estou a ultrapassar tudo isto e que vou conseguir seguir em frente com a minha vida e a minha forma de estar, mesmo que ainda não seja completamente como eu quero ou gostaria. Ainda me falta resolver uma situação que criei para ajudar uma pessoa e que tenho de completar esse processo. Tenho o prazo de, até ao fim do ano, estar encaminhado e resolvido.
Quanto ao consultório e depois das obras que transformaram completamente o espaço, também tudo está a processar-se mais ou menos normalmente se bem que, e ao contrário do que eu gostaria, parece não haver uma vontade de integração e de complementaridade. O importante é continuar com o meu trabalho e a minha vontade de continuar a progredir e a fazer sempre melhor.
Há um ano que mudei de espaço e parece que estou onde estou há muito mais tempo; o tempo passado ( e perdido ) no outro Consultorio e que me deitou muitíssimo abaixo, fazendo-me perder a confiança em mim mesmo e grande parte da minha estima profissional. Mas, felizmente, que tudo se superou e espero ficar onde estou até me resolver reformar. Não me quero mudar mais nem pouco mais ou menos.
Também me começo a adaptar ao novo visual da minha casa, gostando bastante de lá estar e esperando uma integração cada vez maior. Quero sentir-me plenamente em casa, estar no meu espaço e criar algo muito meu e próprio, com um bom ambiente e uma grande distensão. Bem como fazer da minha casa um ponto de encontro dos amigos e de quem vier por bem.
Sinto que me estou a pacificar e a aceitar-me de novo duma forma diferente e completa, sem estar numa busca desenfreada e constante por algo que irá surgir normalmente, se assim tiver de ser sempre com um grande SORRISO cheio de luz, de cor e de muito movimento.
PS: tenho o desejo, cada vez mais presente e crescente, de ser FELIZ.




quinta-feira, setembro 08, 2016

Consciencia

Mais um dia de trabalho, mais uma sessão de análise e mais do mesmo... ou seja, a teoria está sabida, a consciência existe mas falta passar à prática e efectivar tudo aquilo que já sei e de que tenho consciência.
Na verdade, a única pessoa que engano é a mim mesmo e a tudo aquilo que quero para mim e para a minha vida; nesta inércia em que estou e nesta "quase" incapacidade em que me encontro é que não posso continuar de forma alguma porque não leva a lado nenhum nem tão pouco me ajuda a crescer, a amadurecer ou a fazer diferente.
Hoje mais uma vez, cheguei às mesmas conclusões e à mesma vontade de fazer diferente e de procurar outros caminhos, outros registos e outras formas de estar na vida, visto que, neste momento, me estou a "esquecer" do que quero mesmo fazer e realizar. Quero sair desta situação que me está a trazer sofrimento e angústia, bem como a deixar-me bastante cansado e com aquela sensação de inutilidade e de perda de tempo. 
HA verdade é que estou a conseguir fazer uma análise cada vez mais profunda, uma consciencialização dos factos mais reais bem como a certeza do caminho que quero, mas apesar de tudo isto parece que não consigo ou quero, efectivamente, sair deste registo do "coitadinho" e da vítima permanente. E estou farto....
Hoje tive um lapsus linguae engraçado na sessão, porque ao querer esconder uma coisa, foi das primeiras coisas que me sai pela boca e tive então de explicar o que estava a acontecer e a ocorrer. E felizmente que assim foi porque era algo de que queria falar mas não conseguia e assim resolvi o assunto duma forma ou doutra.
Será que não consigo mesmo proceder ou agir doutra forma sem ser assim e com esta tendência que tenho vindo a combater com cada vez maior consciência e razão ?? Sinto que poderei, de qualquer maneira, tentar alterar tudo isto e sobretudo passar a outros registos de vida. Esquecer o passado recente, lembrar-me das coisas positivas e ainda não cometer os mesmos erros de sempre. Bem como estar cada vez mais alerta para o mundo de hoje e a realidade em que vivo.
Tenho de voltar a pôr os pés no chão, a sentir a realidade existente duma forma firme e concreta, bem como a pensar devidamente na vida e a fazer com que tudo se conjugue duma forma bem real e consistente. Tem mesmo de ser...
Quero ter de novo o meu SORRISO cheio de luz, de cor e daquele silêncio de que preciso para conquistar a minha vida e o meu bem estar.... que a minha consciência comande a minha realidade duma forma cada vez mais presente e mais eficiente.

quarta-feira, setembro 07, 2016

Sem Regras

Neste momento, não sei exactamente quem estou a tentar enganar ou fingir que nada se passa e que tudo está excelente e sem quaisquer problemas, enquanto que, efectivamente, se está a passar muita coisa ou pelo menos, tem-se passado. 
De qualquer maneira, penso que o pior desta tempestade já passou e que, agora, é ir mantendo tudo isto da melhor forma e tentar que nada nem ninguém consiga atingir-me ou fazer algum mal. Já basta o que aconteceu e, neste momento, apenas quero paz e sossego.
Continuo sem entender muita coisa e ainda a não conseguir integrar tudo o que se passou à minha volta, bem como ainda a não ter a completa confiança acerca de todas as pessoas e de tudo o que me rodeia.
Sei que vivemos num mundo sem regras, sem princípios e sem educação, tudo servindo para se alcançar os fins que se pretende sem olhar a meios; felizmente que, mesmo assim, acho que tudo se acaba por pagar e tudo aquilo que se faz de bem ou de errado é devidamente retribuído da mesma forma.
Nos últimos tempos, contactei com uma realidade que desconhecia por completo e de que me quero também afastar por completo, porque é algo que não merece ser sequer equacionado e que adoraria nunca ter tido conhecimento. Há, de facto, um submundo sujo, feio e sem quaisquer escrúpulos ou regras, a não ser prejudicar, extorquir e servir-se de pessoas incautas e desprevenidas como eu.
E será que não continuo nesse mesmo registo a ser utilizado é aproveitado por quem o consegue fazer; sinceramente não acredito que assim seja, porque apesar de tudo sinto ser capaz de distinguir o trigo do joio, mesmo que saiba que há, neste momento, um misto de interesses e de sentimentos.
O que, verdadeiramente, importa é sentir-me razoavelmente bem e num caminho de progressão constante e positivo, mesmo que isso implique algumas cedências e sobretudo estar numa etapa bastante estranha da vida, sem saber muito bem o que esperar e o que fazer na vida.
Estou a tentar criar uma espécie de silencio interno que me ajude a encontrar caminhos e principalmente que me faça entender a mim mesmo e aquilo que sou e que quero; mesmo com todos os condicionalismos em que estou e em que me encontro. Preciso, necessariamente, de seguir um determinado caminho e uma determinada direcção para que consiga, duma vez por todas, ter uma vida estável, verdadeira e segura.
Para que isso aconteça é necessário, em primeiro lugar, conhecer-me, identificar-me e acreditar em mim mesmo e no que sou capaz para que, com confiança e estima, consiga mesmo avançar nesta vida e consiga mesmo ser feliz e ter um SORRISO com muita luz, muita cor e muita alegria.
PS: como última pergunta de hoje, apenas interrogar-me se conseguirei, algum dia, ser efectivamente, feliz e estar de bem comigo e com mais alguém que faça parte da minha vida duma forma desinteressada, plena e realmente verdadeira.

terça-feira, setembro 06, 2016

Regresso

De volta às lides.... como já disse hoje sinto-me bastante esvaziado e, uma vez mais, sem objectivos definidos ou concretos. Estou numa espécie de limbo, sem saber muito bem a direcção que devo tomar.
Ontem foi mais um dia complicado, com sequelas dum passado recente e que nunca mais fica definitivamente arrumado, duma forma absoluta e completa. Há muita mesquinhez e maldade neste nosso mundo e muita gente que vive de expedientes, de ameaças e de jogos que me ultrapassam completamente.
Na verdade quero sair disto tudo o mais rapidamente possível e de preferencia duma forma verdadeira, real e como deve ser. Estou farto de tudo isto e apetece-me hibernar e fugir desta gente tão mesquinha e ridícula . E sobretudo de todas estas mentiras, de todos estes jogos inúteis e cansativos, cuja finalidade não consigo perceber nem entender... ou melhor dizer, prefiro nem entender mesmo.
O meu cansaço, o meu desinteresse actual é enorme e não quero estar assim porque preciso de energia, de estar preparado para a luta diária e para tudo aquilo que tenho de fazer. Bem como de "refazer" toda a minha vida, todo o meu quotidiano e estar neste presente o melhor possível e da melhor forma que conseguir.
Quero sair desta apatia em que me encontro e desta dissociação que sinto em mim e de que não gosto, porque eu não sou assim; sou uma pessoa lutadora, uma pessoa empreendedora e que tudo faz para alcançar os seus objectivos, pelo que não posso deixar-me levar por estas pessoas que nada têm de útil e de positivo. Que vivem de vigarices, expedientes e de mentiras permanentes.
Felizmente que tenho amigos verdadeiros que me apoiam e me "agarram" nas alturas certas mas, mesmo isso nesta altura, não parece ter qualquer significado para mim porque estou numa fase em que quero estar sozinho, introspectivamente a pensar no que tenho e no que sou na certeza de que vou ultrapassar, uma vez mais, esta fase e este estado de alma.
Às vezes penso que me estou a enganar a mim mesmo e que não serei, nunca, capaz de superar tudo isto em que me sinto envolvido duma forma tão intensa mas ao mesmo tempo algo artificial. A minha vida e a minha realidade têm de ser outras e vividas, sentidas, doutras formas mais coincidentes com os meus objectivos e finalidades de vida. 
Neste momento é com um enorme esforço que efectuo as minhas tarefas diárias e que vou cumprindo, como posso, as minhas tarefas e os meus quotidianos porque tudo me parece custar e ser doloroso. Mas tenho de manter o meu SORRISO cheio de força, de luz e de cor para que a minha vida tome o caminho que eu quero e consiga encontrar a minha FELICIDADE.

segunda-feira, setembro 05, 2016

Mais do Mesmo

Regresso de férias para muita gente e um reinício de actividade... eu já estou a trabalhar há umas semanas e não me importava mesmo nada de ir de novo mais ums dias de férias.
Neste fim de semana muita coisa se passou e aconteceu, mas, infelizmente, há muita coisa que não muda nem se altera porque a identidade das pessoas é mesmo assim, mesquinha e maldosa.
Não me tem apetecido escrever por aqui; acho que estou neste momento mais interessado no meu processo interno e na minha progressiva consciencialização das realidades, dos objectos externos e sobretudo em mim mesmo.
Sinto que, talvez, pudesse ter feito diferente mas a verdade é que não me sentia bem comigo mesmo se deixasse tudo como estava porque senti que não era nada disso que se pretendia, Por isso mesmo procedi como o fiz, mesmo que tenho algumas dúvidas... mas a verdade é que a vida continua e temos mesmo de seguir em frente com tudo o que temos e com a nossa realidade e identidade.
Uma vez mais tenho de me adaptar e fazer pela vida e principalmente por mim mesmo e por aquilo que ainda quero ser, sempre com um SORRISO cheio de luz, de cor e de optimismo.
PS: esquecer a mesquinhez e a maldade deste mundo que me rodeia duma forma efectiva, sabendo que estou num bom caminho e que não estou a fazer mal a ninguém mesmo.

domingo, setembro 04, 2016

De Volta

Voltei.... vivo e intacto com ainda mais força para seguir a minha vida, com um grande e forte SORRISO

sexta-feira, setembro 02, 2016

quinta-feira, setembro 01, 2016

Dias

Há dias e dias.... dias em que nos sentimos francamente melhores e outros em que parece que a vida nos transporta para o lado negro e pior da nossa vida. Também tudo depende da perspectiva em que nos situamos e em que estamos. 
Estou bastante mais tranquilo e em paz comigo mesmo, mesmo que seja por algumas influências externas que tive; sinto-me bastante mais agradado com a situação actual e principalmente mais esclarecido. As peças começam a encaixar todas umas nas outras e a fazerem bastante sentido.
Na verdade e apesar de ter sido usado e utilizado, compreendo neste momento que nem tudo foi mau e talvez possa ter conseguido ficar com algo que se mantenha durante algum tempo, com novas regras, novos hábitos e costumes. Pelo menos é o que desejo agora e neste momento.
Felizmente que os meus amigos começam a chegar de férias e em breve voltarei a estar com todos eles de quem tenho saudades e com quero estar neste novo arranque da temporada e com esta "nova" forma de estar.
Sinto-me hoje bastante mais tranquilo pelo muito que ontem me foi dito, pelo esclarecimento das situações e ainda por acreditar que, talvez e hipoteticamente, as pessoas estarão de boa fé e numa nova realidade. Espero que seja verdade e que doravante não haja mais mentiras, nem mais subterfúgios nem mais aldrabices a partir de agora.
Sei que continuo a correr riscos, riscos calculados e consciente de que a minha "doença" tem de ser controlada e defendida de mim mesmo, pelo que, em cada momento, devo estar atento e compreender o que se passa. Principalmente não me deixar de novo enredar em muita coisa e resistir a tudo aquilo que me possa prejudicar e perturbar.
Vou ao Porto este fim de semana e, espero e desejo, que tudo corra como eu quero para minha tranquilidade e sossego; talvez consiga arranjar um ponto de equilíbrio e de estabilidade positiva e que me satisfaça, bem como a outras pessoas. A vida dá muitas voltas e assim talvez consiga resolver várias situações em simultâneo. Talvez....
Aqui fica o meu SORRISO tranquilo, Pacífico e sobretudo controlado, luminoso e cheio de entusiasmo e de força. Sinto-me de novo na posse da minha vida e principalmente a tomar devidamente conta da minha vida, com esta minha "nova" consciência de que em cada dia tenho de ter a devida atenção às minhas compulsões e obsessões e não deixar que elas me dominem.