segunda-feira, setembro 25, 2017

Segundas

Mais uma semana, ultima deste mês de Setembro, iniciando-se o último trimestre do ano, marcado pela época natalícia. Aliás os dias e os meses correm duma forma incontrolável, ultrapassando todas as metas e limites que antigamente levavam "anos" a alcançar.
A vida prossegue duma forma ou doutra se bem que, neste momento, não consiga ter aqueles objectivos que pretendia, nem tão pouco aquela estabilidade que julgava ter alcançado. Na verdade achava que tinha descoberto o eldorado, mas talvez me tenha só saído a aproximação ao mesmo.
Cada vez mais, me parece que a minha instabilidade interna, a minha confusão mental ma faz aproximar de pessoas não fiáveis ou confiáveis porque não consigo manter algo ou que se mantenham perto de mim. É uma sensação muitíssimo estranha, quase duma Certa impotência.
Ontem almoçou-se num rodízio de Peixe excelente, em Cascais em boa companhia e tardiamente. Mas nada muda ou parece mudar por este lado, pelo que decidi dar mais uns dias para que haja uma decisão final e completa. Porque, por incrível que parece, Ainda não é uma coisa, mas já não é simplesmente outra e eu quero definir o que existe realmente e agir em conformidade.
Sinto-me cansado e por vezes desanimado porque acho que ou me interesso demasiadamente por quem gosto ou então deixo passar essas pessoas pela tal minha superficialidade que nunca conduzirá a bom porto o que quer que seja.
Bem como tenho, devo, conhecer-me cada vez melhor e mais, duma forma plena e completa.
Um grande SORRISO nesta última segunda feira deste mês de Setembro de 2017, a caminho da tal FELICIDADE que ora tenho na mão e no coração, ora se dissolve pelos ventos para parte alguma.


domingo, setembro 24, 2017

Domingo

Domingo.... ontem fui sair com um amigo de algum tempo, num jantar extremamente agradável e simpático, num restaurante onde não ia desde o dia 31 de dezembro de 2016. Velhos tempos, outros tempos e muitas memórias.
Fomos depois a um novo bar, do mesmo dono, de que gostei bastante e onde estivemos numa conversa amena e muito simpática, até aparecer outro amigo com quem passei o resto da noite. Há sempre surpresas com as pessoas e tenho encontrado, nesta caminhada, muitas pessoas de que nada espero e que, depois tanto me dão. Pelo menos, momentaneamente... 
Quero desfrutar desta vida que tenho, momento a momento, dia a dia, minuto a minuto na certeza absoluta de que tenho essa capacidade, que a mereço e que devo fazer em cada minuto da minha vida o máximo que posso para ter a FELICIDADE que todos nós queremos. 
Hoje vou almoçar com amigos ( ou talvez algo mais ) num dia ameno, descontraído e, espero, positivo para a prossecução dos meus objectivos que são ter um SORRISO verdadeiro, sincero, forte e empenhado para que a tal FELICIDADE faça mesmo parte do meu quotidiano.

sábado, setembro 23, 2017

Contradições

Sabado que se inicia a trabalhar no consultório... tem de ser para que as coisas se componham e melhorem.
As pessoas, ou melhor, algumas pessoas, continuam a confundir-me, a ter atitudes que são incompreensíveis e dolorosas; não percebo determinados comportamentos, acções ou factos que se vão passando tal a incoerência e a contradição que elas encerram em si mesmo. Não acredito também que se possa fingir tanto e durante tanto tempo, mas se calhar sou eu que, como não sou assim, não consigo alcançar esses comportamentos.
Nesta nova abordagem terapêutica sinto que há muita coisa a fazer sentido duma forma mais imediata e concreta; pequenos nadas que se encaixam e que, naturalmente, terão mais sentido pelo meu percurso psicanalitico recente. Isto é, talvez consiga perceber muito mais rapidamente o que se quer dizer porque já tenho uma compreensão diferente, apesar da abordagem ser diferente e bastante mais invasiva mas, neste momento, é o que preciso mesmo.
Tenho que me adaptar a estes tempos, às pessoas, às suas idiossincrasias, loucuras e formas de estar na vida; também a verdade deve ser que muita coisa que se passa será culpa minha, da minha espontaneidade, da minha impulsividade e de não dar tempo ao tempo. Não reagir primariamente, mas sim ter tempo para pensar, reflectir  e 
Seguir adiante.
Quero estar de bem comigo mesmo, tranquilo, responsável e positivo, tentando tornar-me mais e mais confiável para mim e para os outros; eu tenho receio de muita coisa e desconfiança porque sei aquilo de que sou capaz e acho que os outros também o são, o que nem sempre é verdade. E tenho de entranhar isso mesmo para minha tranquilidade.

Gostaria de ter uma vida mais calma, mas sobretudo mais racional, mais compreensível para não ter de passar por determinados momentos de que não gosto, mas que felizmente vou conseguindo controlar e desfazer porque quero manter sempre o meu SORRISO o mais verdadeiro possível, empenhado e forte para que a FELICIDADE me possa bater à porta.

sexta-feira, setembro 22, 2017

Carrossel

Mais um dia de trabalho, mais uma sexta feira e mais um fim de semana, se bem que amanhã tenha trabalho quase todo o dia.
A minha vida é um constante carrossel em que a certeza de há pouco , é a incerteza de agora ou vice-versa. Cada vez vou acreditando menos nas pessoa, tendo de confiar cada vez mais em mim mesmo, na minha força, na minha vontade e credibilidade.
 Em como nos meus sentimentos, mesmo que eles sejam excessivos, sejam sufocantes porque sou verdadeiro; por isto mesmo, tenho de viver menos no imediato e pensar mais no conjunto da vida e nas pessoas, não me deixando levar por esse mesmo imediatismo que sempre me caracterizou.
Provavelmente se controlasse mais e melhor esses meus impulsos, poderia estar francamente mais equilibrado e positivo, mas Ainda há uma grande decalage entre o meu primitivismo e reacções impulsivas, e a minha razão, consciência e pensamento.
Gosto de viver a vida como um desafio, sou, muitas vezes, um tanque de combate que tudo invade e quer conquistar, sem perceber por vezes que ou as pessoas não querem ser invadidas- pelo menos desta forma - ou tem o seu próprio ritmo e vontade. Tudo vai ter à minha resistência em aceitar uma negativa ou algo que não seja como eu quero ou desejo. Bem como com a minha facilidade em iludir-me e tomar nuvem por Juno.
Mas a vida continua, uns dias melhor outros pior mas sempre com a vontade de fazer algo ou pelo menos de continuarmos vivos com um SORRISO forte e empenhado nesta busca pela nossa FELICIDADE.
E para o conseguirmos tudo depende apenas e tão só de nós próprios e da nossa própria vontade, empenho e determinação.



quinta-feira, setembro 21, 2017

Vida

Hoje mudei de look... alterei o cabelo e acho que ficou muito bem.
Sinto-me um pouco mergulhado numa confusão interna, mas com a certeza de que estou no caminho certo para me conhecer e viver a minha vida. Sei por onde devo ir e sobretudo como devo fazer.
Ontem foi um dia engraçado, com trabalho mas também diversão e sobretudo um aprofundar constante do que sinto/sentimos e daquilo que queremos na nossa vida. Mas sempre com alguma ansiedade e um certo desconforto em relação a coisas que não percebo.
Penso que neste momento tenho, cada vez mais, de me concentrar no que é importante e essencial na minha vida para que consiga estar bem comigo mesmo e com a vida. Sei que o importante é estar bem comigo mesmo, tornando-me cada vez mais confiável e seguro de mim e daquilo que quero ser e serei. Bem como seguro das outras pessoas e de quem está comigo.
E, neste dia, de folga para além de mudar de look pessoal, tive uns assuntos a tratar, terei a minha aula de Padel e seguirei com o meu SORRISO a caminho desta FELICIDADE que procuro e quero.

quarta-feira, setembro 20, 2017

Consciencia

A vida segue o seu caminho, de avanços, de consolidação e amadurecimento pessoal e afectivo. Vou aprendendo a viver duma forma mais tranquila, menos obsessiva e menos preso a um passado recente com as suas raízes num passado bem longiguo e traumatizante.
Neste momento, quero desfrutar de mim mesmo, da relação que tenho e de todas as pessoas que me são queridas e com as quais quero ter um relacionamento normal, estar com elas e consolidar todos os laços que existem.
Não quero, de forma alguma estar preso em memórias negativas, em compulsões permanentes, em dramas existencialistas nem tão pouco quero vivenciar essa mesma relação sem dar o espaço necessário para que cada um de nós possa respirar e viver.
Como me disse a AD, qualquer relação tem o seu próprio afastamento intrínseco que tem de ser percebido e aceite. Ou seja, numa relação não pode haver uma osmose completa de duas pessoas, mas sim um entendimento e uma cumplicidade imensa mantendo-se sempre a individualidade de cada uma das partes para que o respeito, os sentimentos e a vontade de cada uma das pessoas se possa manifestar duma forma plena e verdadeira.
Estou numa fase de reconciliação com as pessoas, procurando recuperar laços perdidos porque, na verdade, quando nos importamos com as pessoas e gostamos mesmo delas, tudo pode e deve ser feito duma forma mais sentida e empenhada. Por isso mesmo, quero recuperar certos tempos perdidos, mesmo que haja pessoas que não o entendam da mesma forma. Mas isso já é do domínio delas é não me compete julgar.
Sinto que esta fase e este sentir, se deve bastante ao meu conhecimento interior, mas também à tranquilidade que sinto, ao Amor que partilho e à relação que tenho neste momento. Há uma necessidade de acalmia e de me sentir bem com as pessoas e com o mundo em geral. Bem como "recuperar" pessoas que sempre fizeram parte da minha vida.
E gosto do que vejo em mim, dos meus sentimentos, desta minha vontade de estar bem com o mundo e comigo, porque no essencial é comigo que quero estar bem visto que é comigo mesmo que tenho de viver.
É bem mais fácil viver desta forma, saudável e positiva, que embrenhado em ressentimentos, em culpas, em obsessões sem nexo apenas porque não sabemos talvez compreender os nossos semelhantes ou projectamos neles as nossas frustrações. Não quero mais isso na minha vida.
Quero, desejo que a força, o entusiasmo e a alegria do MA me façam ter sempre um SORRISO forte, empenhado e cheio de luz para que possa internamente sentir esta FELICIDADE em que vivo neste momento.

terça-feira, setembro 19, 2017

Felicidade

Estou Feliz... como diz o nosso Presidente, os afectos são fundamentais na vida duma pessoa, pelo que quando se tem a sorte de estar em harmonia com alguém que compartilha connosco os mesmos gostos e vontades devemos agradecer e manter essa mesma pessoa da melhor forma. E o que me agrada Ainda mais é não  sentir qualquer necessidade de estar com mais ninguém, de ter, finalmente, apagado os aplicativos que me davam voltas desnecessárias ao meu bem estar e de me sentir tranquilo, apaixonado e amado.
Não quero dizer muito mais do muito que tenho dito ao longo destes últimos tempos para não parecer algo repetitivo e monótono, porque apenas sabendo o que sentimos e como estamos, é que é possível compreender a diferença e aceitar que vai ser completamente diferente desta vez.
Quero partilhar a vida com uma pessoa que me dá afectos, que me acarinha, percebe e aceita bem  como eu o faço; que me faça rir e gargalhar sempre que estamos juntos ou falamos, que me faça sentir vivo e que me dê um significado à vida de que necessito e quero.

Estou Feliz... como diz o nosso Presidente, os afectos são fundamentais na vida duma pessoa, pelo que quando se tem a sorte de estar em harmonia com alguém que compartilha connosco os mesmos gostos e vontades devemos agradecer e manter essa mesma pessoa da melhor forma. E o que me agrada Ainda mais é não  sentir qualquer necessidade de estar com mais ninguém, de ter, finalmente, apagado os aplicativos que me davam voltas desnecessárias ao meu bem estar e de me sentir tranquilo, apaixonado e amado.
Não quero dizer muito mais do muito que tenho dito ao longo destes últimos tempos para não parecer algo repetitivo e monótono, porque apenas sabendo o que sentimos e como estamos, é que é possível compreender a diferença e aceitar que vai ser completamente diferente desta vez.
Quero partilhar a vida com uma pessoa que me dá afectos, que me acarinha, percebe e aceita bem  como eu o faço; que me faça rir e gargalhar sempre que estamos juntos ou falamos, que me faça sentir vivo e que me dê um significado à vida de que necessito e quero.

segunda-feira, setembro 18, 2017

Afectos

Fim de semana diferente, bom e positivo, diferente dos fins de semana mais recentes e muito parecido com outros doutros tempos e outras estórias. Penso que, finalmente, entrei num melhor caminho, mais duradouro, mais feliz e melhor para mim.
Na verdade, star com a pessoa certa no tempo certo, é extremamente bom e compensador; pela tranquilidade, pela calma, pela bonança que isso representa, mesmo que as solicitações vão aparecendo e tentando desviar-me deste caminho.
Mas, neste momento, sei bem o que quero e pretendo da minha vida pelo que, tendo "descoberto" a pessoa que me dá FELICIDADE e alegria para viver e estar neste dia a dia, tudo farei para manter e reforçar esta ligação.
Não é mais um caso, nem mais uma pessoa, mas sim A Pessoa com quem quero estar, o caso que quero ter e a relação que desejo; com muito carinho, respeito, individualidade de cada um, bem como os afectos que procurava há tanto e tanto tempo. 
Aliás sinto que é esta carência de afectos que cada um de nós tem e o seu preenchimento que comenta esta nossa relação, que solidifica o nosso entendimento. Neste fim de semana, o primeiro em que estivemos juntos, verifiquei que gosto, amo estar com uma pessoa assim. Que me dá tanto quanto eu também dou e preciso, com a certeza de que respeitamos o espaço próprio de cada qual.
E tive algumas solicitações ao longo de domingo, como se as outras pessoas tentassem te aquilo que ou já tiveram ou que perderam a oportunidade de ter, havendo uma dessas solicitações que ainda me perturba um pouco pela sua proximidade e pelo muito que gostei (gosto?) dessa pessoa. Melhor diZendo, penso que do que gosto é da ilusão de algo que não tive nem nunca terei com essa mesma pessoa, pela sua grande indisponibilidade e aparente falta de vontade. Contudo, ontem constatei que essa mesma pessoa pensa em mim e sente a minha falta.
Mas o que neste momento me interessa mesmo e já faz parte da minha vida, é o que tenho, o que sinto e a imensa ligação afectiva, física e mental, que me une a uma pessoa muito, muito especial que quero manter agora e sempre, para ter uma relação forte, duradoura e conseguida. E não apenas mais uma.....
I am in Love.... disso tenho a certeza absoluta, bem como também sei, sinto, que estes dias foram de conhecimento, interiorização e confirmação para ambos, em que nos aproximámos Ainda mais, em que tivemos a certeza de que a relação é forte e segura. Para além disso, há muito que não ria tanto com uma vontade enorme para "gargalhar" , para estar simplesmente feliz e contente. E a risada fácil da outra pessoa é contagiante e inebriante. Quer a componente mental quer a componente física são complementares e muito próximas do que eu quero e preciso agora e para a minha vida, pelo que tudo farei para manter esta relação cada vez mais viva, mais presente e verdadeira.
Sinto nas palavras que escrevo, no sentimento que me possui uma força desta realidade que tenho e que desejo cada vez mais e mais; "esqueci" muitas pessoas que andaram pela minha vida num passado muito recente, tentando colmatar algo que é parte integrante da minha vida e de que sentia tanta falta. Falo em afecto, em carinho, em proximidade, em contacto constante e permanente envolto numa doçura e num clima extremamente especial.
Também sinto que, agora e neste presente, encontrei a pessoa que quero, que desejo e que faz parte de todos os meus planos de agora e do futuro, com a certeza duma enorme confiança, dum enorme amor e bem estar que nos "apanha" a ambos. É extremamente bom estar assim e saber convictamente  que, agora, estamos bem, com um enorme SORRISO e com a FELICIDADE estampado no rosto.
Escrevo este post e através dele vejo a minha paixão, os meus sentimentos que, apesar de parecerem semelhantes a outros bem recentes, são, todavia, totalmente diferentes, pela certeza que tenho, pela reciprocidade existente e por algo que comenta tudo isto: os AFECTOS.
Isto é, sendo ambos pessoas muito carentes e necessitadas de atenção, carinho e a
Amor sabemos dar e receber esses mesmos afectos e todos os gestos que temos para o demonstrar, o que transforma cada minuto, numa eternidade de carinhos e de Felicidade. O pouco tempo de conhecimento nada significa perante a avalanche de sentimentos, de envolvimento físico e mental bem como o enorme bem estar que ambos sentimos, temos e queremos manter.
Por isso, hoje o meu SORRISO consegue ser mais verdadeiro, mais forte e empenhado nesta FELICIDADE que, finalmente e uma vez mais, encontrei na minha vida, podendo considerar-me um homem de sorte por ter tido, na minha vida, a oportunidade de ter conhecido pessoas fantásticas com quem tive relações duradouras, fortes e positivas. Tenho a certeza de que esta será não só mais uma dessas relações especiais como será, provavelmente, a ultima que terei na minha vida. 



domingo, setembro 17, 2017

sábado, setembro 16, 2017

Feliz

O tempo passa e nesta FELICIDADE em que estou - e me sinto - nem me dou conta da passagem das horas e dos minutos porque estou agora com o meu SORRISO forte e sentido.

sexta-feira, setembro 15, 2017

Felicidade

As minhas obsessões continuam bem presentes e "perigosas" visto que podem levar - e levam - à sobrecarga e ao cansaço das outras pessoas a quem a minha excessiva concentração se dirige.
Em primeiro lugar devo confiar muito mais em mim e nas outras pessoas, para que qualquer relação possa funcionar, ser dinâmica e frutuosa. Sem confiança não há qualquer entendimento nem relação, tendo sido isso que minou completamente a minha anterior relação. Perda total de confiança leva a perda de sentimentos.
Depois tenho de deixar de ser tão obsessivo e compulsivo, ficando mais livre, mais capaz de viver a minha vida da melhor forma, desfrutando da companhia de quem tenho a meu lado, e comigo. Mas quando conseguirei estar de bem comigo e com a vida sem estar constantemente refugiado num passado que me marcou tão fortemente.
Ontem tive um jantar super agradável com o meu Júnior - 26 anos de vida - em que soube que estava desempregado, com muitos planos para a vida, em áreas que nada têm a ver com aquilo que tem feito ou trabalhado. Vamos a ver o que consegue fazer e qual vai ser mesmo o rumo da vida. Sinto que vai conseguir fazer o que mais lhe agrada e o que lhe pode dar a FELICIDADE que todos merecemos.
Hoje, sexta feira, estou cansado porque depois do jantar fui ter com o MA, para estarmos um pouco juntos e acabei por me deitar tarde, fora das horas convenientes. Por isso hoje e agora estou cheio de sono e "abatido", mas simultaneamente cheio de  esperança, amor, carinho e boa vontade.
Sinto que estou  num numa fase diferente, mais tranquila e duradoura, sem aplicativos, sem tentações ou planos alternativos, porque estou cansado disso tudo, dessa habitual confusão toda bem como de levar ao limite muitas das situações do quotidiano.
Quero que o meu SORRISO seja, de ora em diante, franco, verdadeiro, aberto e positivo para que finalmente a FELICIDADE possa entrar e fazer parte da minha vida.



quinta-feira, setembro 14, 2017

Francisco

26 anos de vida que hoje perfaz o meu filhote, uma dos principais motivos da minha vida e razão de querer continuar. Foi há 26 anos, no hospital São Francisco Xavier que nasceu o meu segundo filho e que é, neste momento, aquele com quem tenho mais afinidade e vontade de estar. E hoje faz 26 anos...
Ha pequenos momentos que pela sua simplicidade, pela sua espontaneidade, pela sua "loucura" saudável nos fazem sentir bem, sentir felizes e transmitir-nos a FELICIDADE que queremos, bem como a certeza de estarmos envoltos num clima de Amor, Amizade e entendimento mútuos. 
É muito bom olhar para alguém e sentir que temos alguém que nos acompanha, que nos valoriza e gosta do que somos e temos; alguém que compreenda o mundo como eu próprio, que perceba o nosso quotidiano e que se interesse por nós assim como eu me interesso por quem estou. Nada pode ser unilateral no que quer que seja entre as pessoas, apenas no que a cada um de nós diz respeito.
Quando alguém dá sem receber, se disponibiliza duma forma constante e não é reconhecido, valorizado ou sequer agradecido então não deve valer a pena fazer "pressão" para se criar seja o que for. E que tenho de dar valor a quem me quer bem e valoriza.
E muitas vezes as pessoas só conseguem perceber o que se faz por elas quando acabem por perder essas mesmas pessoas e verificam que fica um vazio e t que faz falta e a que nunca se deu o devido valor ou pelo menos a valorização merecida.
Dia inteiro de consultório.... comecei com um trabalho interessante, vou acabar com outro trabalho do que gosto mais de fazer, reabilitação oral fixa. Espero que surja muita Protese fixa este mês e nos seguintes para recompor as minhas finanças mas também para me dar mais prazer. 
Sinto-me bem, em paz comigo e com o mundo; Ainda agora me disseram que não percebem a minha boa disposição, a minha alegria e bem estar que é evidente. Sei como estou que é devido não só a ter os afectos de que tanto precisava, como também porque me estou a reconstruir mais e melhor, não me deixando apagar ou desvalorizar da maneira que o fiz nestes últimos tempos. 
Ontem tive momentos de FELICIDADE em que, a propósito de nada, houve um SORRISO imenso, e gargalhadas de boa disposição, de alegria e de satisfação. "Apenas" por se estar junto a alguém de quem se gosta bastante. Não quero ter ilusões mas, espero e desejo, que seja desta vez que assente e frutifique algo que me dá muito prazer. Não vou espalhar está boa nova, porque na verdade quanto mais "escondida" for, mais tempo dura a FELICIDADE. E quero que dure uma eternidade...



quarta-feira, setembro 13, 2017

Técnicas

Mais uma consulta em que se avança por caminhos bem diferentes de introspecção visto que há uma resposta imediata ao(s) problema(s) ou circunstâncias da vida relatadas.
São processos de abordagem e interpretação que seguem caminhos e técnicas alternativas, mas sinto que neste momento preciso desta abordagem comportamental e imediata. E acabei de telefonar a alguém de quem tenho uma saudade imensa, de quem me lembro tanto e de quem sinto muita falta.
Neste momento estou encantado com o meu presente e com alguém que tenho vindo a conhecer, duma forma muito rápida, constante e acelerada que, espero, seja alguém consistente, duradouro e verdadeiro porque tenho, devo assentar e permanecer com os pés no chão, consciente de que não posso estar nesta instabilidade que eu próprio crio.
A vida tem os seus trâmites, o passado reflecte-se no presente atravessando-o com os seus factos, acontecimentos, actos e pessoas que deixam as suas marcas, a sua sensibilidade, e um pouco ( ou muito) daquilo que são e que connosco partilharam.
Sou uma amálgama de contradições, sentimentos, factos, pessoas e internamente não sei ainda o que sou ou  deixo  de ser, porque na verdade por vezes pareço não ter crescido, não ter amadurecido devidamente, nem tão pouco estar consciente do que sou ou quero. 
Tenho de sair deste registo rápida e eficazmente para conseguir encontrar a minha paz interior, a minha estabilidade, bem como estar em paz com quem quer que seja que ocupe o meu espaço afectivo. E deixar-me de planos alternativos, de conseguir estar com quem estou no momento e não amanhã ou depois, porque isso próprio é inibidor e castrador de qualquer relação existente.
Quando será que este Luís se torna uma pessoa adulta, madura e consciente daquilo que é, do seu potencial, bem como daqueles que me rodeiam, sabendo que apenas com paz e muita vontade o conseguirei. Com um SORRISO que me permita desfrutar da FELICIDADE que quero Ainda ter na minha vida.

terça-feira, setembro 12, 2017

Hope

Mais uma etapa da minha vida encerrado, mais outra janela se abre e se inicia duma forma bem mais positiva, bonita e forte. Na verdade as desilusões só podem existir se tivermos ilusões e, sinto, que já as tinha perdido apesar de não querer aceitar esse facto.

Ha pessoas que não merecem a nossa atenção, a nossa compreensão e o nosso carinho porque vivem demasiadamente obsecadas por si mesmas, olhando apenas para o seu umbigo e experiências pessoais, sem conseguirem perceber que existe outro mundo para além deles.

Cada vez mais percebo, sei e sinto que qualquer relação tem de ter pressupostos mínimos, entendimentos básicos de vida, de conceitos e de pensamento; não é possível conciliar mundos diametralmente opostos e diferentes num só Universo porque a linguagem falada é completamente diferente e não é compreendida. Ainda mais quando as pessoas são muito instáveis, querendo isto é o seu oposto, sem saberem orientar-se na vida duma forma certa e viável.Eu, este Luís, tem de aprender que aquilo que parece nem sempre é, tem de perceber que as suas ilusões não são realidades, bem como aprender que se não existir vontade e empenho, não é a insistência e a persistência que fará mudar seja o que for. Tanto mais que há pessoas que nunca entenderão certos factos da vida.Foi mais uma lição de vida que tive, neste meu percurso que, neste momento, já está direccionado noutra rota e noutro caminho, bastante mais verdadeiro porque existe cumplicidade, existe reciprocidade e interesse mútuo. E não algo unilateral, por vezes forçado e não desejado... despertei de mais uma ilusão para uma realidade que me agrada e que quero manter, porque preciso de viver com afectos, carinhos e atenção de alguém especial. Procuro há muito uma pessoa especial, carinhosa, afectuosa, atenciosa que rtribua o muito que eu sou capaz de dar, que me surpreenda com um abraço ou um beijo no meio da rua, onde quer que se esteja, que não se esconda em estereótipos pré-existentes mas que seja real e sentido.,Pode ser que ao fim de tantas andanças tenha chegado a um bom porto, seguro,  de águas calmas e tranquilas, mas também profundas e verdadeiras, onde a âncora da vida, da paixão e do coração possam ter um refúgio seguro. Desejo e preciso desta calma e desta nova visão de vida, com pessoas que se interessam verdadeira e realmente umas pelas outras.Quero que, finalmente, o meu SORRISO seja real, forte e luminoso para que possa sentir em mim a FELICIDADE que mereço, bem como conseguir transmitir o muito que sinto a alguém que começa a fazer parte integrante da minha vida hoje e agora.


segunda-feira, setembro 11, 2017

Dualidades

Chegado a Odivelas,  comecei o dia com um atendimento de urgência dum senhor que teve uma crise vagão ao tirar sangue. As auxiliares até ficaram espantadas com a minha postura porque estão habituadas a verem-me calado, sisudo e aborrecido. E, sinceramente, gostei da minha intervenção, apercebendo-me que continuo a adorar a prática da Medicina geral.
Tenho saudades dos tempos em que fazia Medicina, hospital, bancos e de todo o rebuliço envolvente; poder ser prestável em tempo útil a um Ser Humano, conseguir apoiar, acarinhar e prestar os nossos cuidados a outra pessoa é algo de fantástico que não se descreve para além de que há respeito e valorização do nosso trabalho.
Não como na medicina dentária em que não nos valorizam, não nos apreciam na maior parte das vezes visto que, Ainda, somos vistos como médicos de elite, que apenas querem dinheiro e pouco mais. Estou cansado de tudo isso, bem como da infidelidade das pessoas.
Hoje constatei que, efectivamente, talvez devesse ter mantido também  a vertente da  Medicina Geral, mas na altura em que tive de optar era demasiado fácil decidir apenas pela privada porque vivíamos tempos de fartura e de dinheiro fácil. Gostava de voltar a fazer alguma Medicina e talvez Ainda tente fazer alguma coisa se for possível.
Segunda feira, início da semana, continuação deste mês de Setembro que, espero, corra muitíssimo bem e que me dê uma folga positiva no meu orçamento e nas minhas finanças. Tenho mesmo de resolver este assunto da melhor forma possível.
Quanto à minha pessoa e uma vez mais, estou noutros caminhos, noutros registos que vou percorrendo veloz e rapidamente como se não houvesse amanhã, mas estou cansado dos compassos de espera, das hesitações, de pessoas que não sabem bem o que querem ou que apenas olham para o seu umbigo.... Ainda mais do que eu o faço. Mas hoje, espero, tudo ficará decidido e esclarecido duma forma ou doutra.
Espero que seja doutra, porque senão ficarei num imenso dilema e confusão; não quero ter de optar por uma ou outra pessoa, porque nesta altura não seria justo fazê-lo tanto mais que acho que uma delas já teve muitas oportunidades que desperdiçou completamente. Pelo que e para me salvaguardar sei o que racionalmente devo fazer, mas que pelo coração não tenho a certeza. Por isso espero que a negação venha da outra parte para que não tenha de me dividir.
Recordo a canção do Marco Paulo " Eu tenho dois amores" e é um pouco isso que eu sinto, gostando de os juntar e de os tornar unos para que fosse possível estar com ambos em simultâneo. Como é impossível, tenho de seguir o coração mas também a razão e pensar seriamente em todos os aspectos, bem como perceber a forma como fui tratado nestes últimos tempos. E as diferenças entre ambos.
Porque será que temos de ser mesmo monogâmicos e não podemos ser mais lives para estarmos com mais do que uma pessoa, tendo de aceitar que os outros também o possam fazer. O que seria complicado, perigoso e provocaria uma falta de cimentacao nas relações amorosas. 
E, nesta segunda feira de Setembro, fiquemos com o meu SORRISO forte, luminoso e positivo neste caminhar para a FELICIDADE e para o nosso bem estar. Assim seja....