domingo, abril 22, 2018

Nublado

Domingo nublado e cinzento.. ontem por motivos imprevistos acabou por não acontecer o nosso jantar que passou a ser almoço de hoje pois já estava tudo pronto pelo que agora repreparamos tudo para estar como deve ser.
Estou bastante cansado porque dormi relativamente mal, pouco e agitado mas estou preparado para este almoço bem como para irmos a um espectáculo no Coliseu dos Recreios hoje à tarde com um enorme SORRISO e a certeza de que a FELICIDADE está connosco e dentro de nós.

sábado, abril 21, 2018

Dias

Ontem tive de tomar uma posição de força para ser respeitado e tomarem consciência de que sou uma pessoa com deveres, obrigações mas também com direitos. Aqui esquecem um pouco tudo aquilo que não está na esfera do que eles entendem e querem, não percebendo, muitas vezes, que as pessoas têm as suas vontades e as suas decisões.
Não quero ser mais do que os outros mas também não quero que façam de mim o que entendem ou deixam de entender porque sou um pessoa, trabalho o que posso e como posso, trazendo todos os meus pacientes para aqui e dando muito a ganhar à clínica. Por isso, exijo respeito e colaboração.
Por isso mesmo, ontem tirei a tarde e soube-me muitíssimo bem porque ando cansado, a precisar de uns dias de tranquilidade, de calma e se descanso. Tem sido muita coisa de seguida e na verdade quero que tudo fique calmo e corra de acordo com o que quero.
Afectivamente sinto-me cada vez melhor, nesta relação que me dá uma enorme FELICIDADE, mesmo que seja como uma rosa com o seu cheiro encantador, a sua beleza natural mas também com os seus espinhos, ou seja, uma relação normal com o quotidiano pautado por muita coisa boa e positiva, mas também algumas menos boas como é normal em todos os relacionamentos.
Curiosamente para além da diferença de personalidades que cada qual tem, também existem as diferenças culturais das nossas diferentes nacionalidades, bem como da grande diferença de idades existentes. Por vezes tudo isso leva a alguns pequenos conflitos que, felizmente, são resolvidos cada vez mais depressa porque à medida que nos vamos conhecendo mais e mais também nos vamos moldando melhor e mais rapidamente. 
Desisti de querer recuperar algumas pessoas, porque na verdade não posso modificar ninguém nem tão pouco alterar seja o que for, se as próprias não quiserem. Não vale a pena confabular nem sonhar com algo que não seja mesmo a realidade visto que quem gosta de nós, o faz sem preconceitos ou imposições e quem não gosto ou não percebe talvez não haja mesmo nada que os faça mudar de opinião. Assim como laços de família só existem os que são mesmo nossos, porque os que se criaram por via de casamento ou relacionamento são, na verdade, pontuais e talvez acabem no momento em que esses laços também acabam.
Mas o que importa mesmo é termos o nosso SORRISO, fruto da FELICIDADE  que sentimos e que temos a sorte de desfrutar contra tudo e a favor de tudo o que desejamos.


Sábado

Sábado, cinzento e de chuva e com muito boa disposição. Levantámos cedo, foi às compras, estive com a minha grande amiga do imobiliário e ainda a cozinhar, fazendo o almoço e adiantando o jantar. Jantar com amigos para podermos conversar e estarmos tranquilamente.
Ontem fomos jantar - e muito bem - ao Pimenta e Rosa, onde já tinha ido há muitos e bons anos. Comemos muito bem, mas um pouco caro demais para a localização, o espaço e mesmo a comida. Para repetir esporadicamente.
Também ontem tive um dia de consultório bastante agradável, preenchido e sem stress; cheguei à conclusão de que a LN provoca um certo alvoroço nas tropas e no pessoal, ficando tudo muito mais tranquilo quando ela não está. Correu bem, fiz bons diagnósticos, usei a câmara intraoral que faz imenso jeito e ajuda imenso a convencer os pacientes. Gostei.
Sinto-me cada vez melhor na minha faceta afectiva, bem como na faceta económica o que me permite um sentido relaxamento, uma boa disposição e um desfrutar imenso do meu quotidiano, do que tenho, do que quero e do que ainda tenho para realizar.
Quanto ao resto fica tudo para trás das costas, com bastante dor e memórias mas, como nada posso fazer para uma mudança de comportamento e de atitude, então que me permita ter a FELICIDADE e o SORRISO que mereço. Quando houver alterações logo verei como reagir.
 

sexta-feira, abril 20, 2018

Casamento

Finalmente sexta feira... a pensar no fim de semana, nos programas, nas pessoas e no que se vai fazer. Gosto cada vez mais de organizar programas caseiros em que se pode falar, estar à vontade e, sobretudo, também me permite desfrutar da cozinha e de me dedicar a algo de que gosto cada vez mais, cozinhar.
Hoje espero ter um dia calmo e tranquilo, quer por aqui em Lisboa, quer pelo consultório porque, sinceramente, sinto-me meio cansado e com vontade de tirar uns dias de férias. Infelizmente só as terei em Junho, com uma viagem de lua de Mel e mais uns dias sem vir ao Sams o que já não é mau de todo.
Não tenho nada de especial a comentar  porque a minha vida, para o bem ou para o mal, está bem linear e simples. Sem programas ou planos alternativos, apenas pequenas coisas para resolver.
Também é verdade que toda a atenção está direccionada para o próximo evento, muito importante na minha vida, com todo o que é preciso e necessário. Quero que seja um happening muito bem sucedido em que todos se sintam bem e nós principalmente. Quanto às presenças vai dar para perceber quem está efectivamente connosco e quer mesmo estar connosco nesse dia tão significativo.
Acho que vamos ter uma série de novidades, uma sala bem bonita, surpresas diversas e sobretudo muito boa disposição, alegria e Amor, o que vamos conseguir.
Hoje quero ir jantar fora, sair um pouco da rotina, espairecer, namorar, ver e ouvir coisas novas e Ainda boa disposição.
Hoje mantenho o meu SORRISO na certeza de que a minha FELICIDADE actual é uma certeza e uma realidade.

quarta-feira, abril 18, 2018

Sentimentos

Uma promessa não cumprida no consultório. Há mais de uma semana que aguardo por uma transferência que já devia estar feita. Todos os dias me dizem para ter paciência e aguardar mas hoje basta. Se não tiver um comprovativo dessa mesma transferência não vou trabalhar. E ponto final.
Não se compreende estes sucessivos adiamentos de algo que me é devido; ou é má fé, ou é incompetência ou desleixo. Mas seja aquilo que for já chega porque tenho cumprindo com tudo o que prometi, já levei imensos doentes e já lucraram bastante com a minha ida.
Mas adiante que a vida não se resume a estes aspecto e, felizmente, vamos tendo outros aspectos e facetas melhores e mais positivas. Estou surpreendido com algumas atitudes ou gestos de amigos que consideram mais importantes umas férias ou o que quer que seja do que um evento ou acontecimento que só existe uma vez na vida ou perto disso. Mas também são opções.
Sinto-me cansado, sinto-me um pouco perdido neste mundo de hoje, em que os valores, a ética e os princípios morais parecem bem longe do que estou habituado e de que gosto. Por isso mesmo me sinto cansado e triste porque acho que não é justo.
Esta semana temos de tratar de algumas coisas importantes para o nosso evento, para que cheguemos ao dia e tenhamos tudo pronto como deve ser. Estou com muita vontade de escolher o que simboliza a união das pessoas porque quero uma coisa simples, mas original e muito bonita. Também a fatiota tem de obedecer aos mesmos princípios e orientações de simplicidade e beleza.
Ao longo da minha vida já pertenci a outras famílias, a outros lugares que foram mudando e dando origem a outro estar e sentir; de qualquer forma ficam sempre os laços que criámos e que sentimos duma forma bastante. Também fico triste porque, por vezes, sinto que as outras pessoas não compreendem ou sentem o mesmo como me aconteceu recentemente. 
Da facto, tenho de entranhar que já não faça parte de certos círculos familiares mas ser posto assim de parte custa-me tanto mais que me interesso e estou sempre disponível para o que quer que seja. Também não vou insistir mais porque quando não há interesse que posso eu fazer.
E aqui fica o meu SORRISO na certeza de que a FELICIDADE  é acordar ao lado de uma pessoa sorridente, feliz e a transmitir sensações positivas.



terça-feira, abril 17, 2018

Dias

Mais um dia.... manhã ocupado, almoço desmarcado, comer a sandes que deveria ter sido para o lanche, ir trabalhando e ocupando o tempo. Felizmente que, cada vez mais, gosto de aqui estar e penso que estamos a formar uma boa equipe.
O planeamento do meu/nosso próximo evento vai-me ocupando também com novas ideias, novos planos para que tudo corra o melhor possível e seja um dia inesquecível para todos. Quero ter deste dia a recordação e a mimaria que não tenho do meu anterior, visto que pouco ou nada intervir na sua programação.
São outras circunstâncias, outros tempos, outra maturidade e Ainda outra certeza que neste momento tenho. Sei o que quero, sinto ter todas as hipóteses de ter a FELICIDADE comigo; sobretudo estou convencido do que tenho e do que sinto pelo que quero mesmo que o dia 9 seja fantástico.
Com muitos SORRISOS e a FELICIDADE de estarmos bem, no meio dos nossos amigos e familiares.

segunda-feira, abril 16, 2018

Segunda

Segunda.... mais uma semana de trabalha que se inicia. Foi um fim de semana tranquilo, pacato e sem programas.
Trabalhei sábado. Fiz compras no domingo, cozinhei, pensei, reflecti, mergulhei no passado, escrevi o que considero ser um dos meus melhores  textos no meu blogue, dormi, vi séries. Enfim, o trivial dum fim de semana.
Hoje é um dia normal, começando em Odivelas, seguindo-se Algés e depois casa, porque apesar de ter um curso de actualização em que me inscrevi não tenho vontade nenhuma de ir. Palestras chatas, de um auto-elogio constante, sem grandes efeitos práticos. Gosto de coisas diferentes, mais práticas e menos "chatas".
Na semana passada achei que pouco aprendi, que houve uma sucessão de casos clínicos, muita conversa e sobretudo uma grande satisfação e auto- elogio pelos sucessos, mas nada de fracassos ou como resolver casos complicados ou difíceis. Para além de que o biomimetismo  é uma utopia e algo que faz com que toda a gente tenha o mesmo SORRISO, tipo teclado de piano que detesto.
Estaria muito melhor em casa, mesmo sem nada de especial para fazer pelo que hoje não devo mesmo ir, para poder desfrutar da FELICIDADE da nossa casa com o tal SORRISO que quero ter sempre.

É bom acordar ou deitar com boa disposição, ver uma cara alegre e que nos faz ficar bem no resto do dia.  

domingo, abril 15, 2018

Filho(s)

Dia 15 de Abril... faz hoje 31 anos que nasceu o meu filho mais velho pelas duas ou três da manhã. Eramos jovens, imaturos apesar dos meus 30 anos e dos 24 da Mãe; foi um filho desejado, num casamento feliz, na altura, sem grandes problemas ou, pelo menos, com grande parte dos problemas superados nesse momento sem ainda sabermos o que se avizinhava.
Nasceu na Cruz Vermelha, sem grandes condições porque nem incubadora tinha, sendo quase necessário transferi-lo para um hospital publico. Felizmente que não foi necessário, mas por isso mesmo já o meu segundo filho nasceu no São Francisco Xavier com melhores condições médicas, mas menos condições hoteleiras.
Foi um dia muito especial, tanto mais que tenho a certeza do momento em que ele foi concebido porque foi algo de muito especial e de muita envolvência; um momento de pura magia, muito romantismo e, felizmente, com um produto final fantástico. Ver um Ser do nosso sangue acabado de nascer e sob a nossa responsabilidade faz mudar qualquer pessoa e, desde aí, sei que mudei imenso, tornando-me mais responsável, ligeiramente mais maduro e mais consciente da vida.
Passados 31 anos, tenho todo um passado com este meu filho, com momentos muito bons, outros nem por isso e ainda outros muito maus, não tendo agora qualquer presente com ele, por motivos que, sinceramente, nem sei bem quantificar nem justificar para este tão grande afastamento. Melhor dizendo para esta ruptura da parte dele.
Na verdade, sinto ter dado demais e ter cedido mais do que devia ao longo destes 31 anos mas, pelo menos, sinto ter feito o que devia, ter dado tudo aquilo que podia ( e até o que não podia) para formar um Ser Humano consciente, responsável e devidamente preparado para a vida do século XXI. E, tirando alguns aspectos negativos da sua identidade, sinto ter conseguindo e contribuído para o muito que, hoje, ele é.
Talvez um dia ele perceba melhor o que é ser Pai, ter atravessado tantas pontes como eu atravessei, ter mudado de registo como o fiz e ainda ter-me revelado ao mundo e à sociedade. Talvez ele(s) não perceba(m) a coragem e a força que é preciso para nos expormos da forma como o fiz, de pertencer a uma minoria e não me esconder; bem pelo contrário, faço questão de ser como sou, de ter encontrado a FELICIDADE neste registo e de saber bem quem sou e como sou.
Agora que vou entrar numa nova fase da minha vida - com um casamento pelo qual anseio há tantos anos - lamento profunda e sentidamente não ser acompanhado pelos meus filhos que foram, são e serão sempre uma parte integrante da minha pessoa e que, malgré tout, estarão sempre comigo, no meu coração e em todas as minhas células, apenas e tão só porque os AMO incondicionalmente.
Também tenho pena de não encontrar em parte alguma da minha família uma pessoa, um Ser que nos tente conciliar de verdade e como deveria ser mas, infelizmente, por um motivo ou por outro, ninguém o faz realmente. Apenas tentativas frustes e pouco empenhadas.
Mas quando ele(s) for(em) Pai(s), talvez compreenda(m) a dor e o sofrimento que provocam a alguém que sempre se empenhou na sua educação, que (quase) sempre os acompanhou e ajudou nos seus sonhos, nas suas loucuras e em tudo aquilo que podia: mais do que devia, mais do que, por vezes, me era possível, mas sempre empenhado e presente.
Em 31 anos este meu filho teve um percurso fabuloso, um curriculum fantástico sempre com o meu apoio e ajuda e sempre com muitas memórias, muitas recordações, muitos SORRISOS, algumas tristezas, muitas preocupações, mas sempre, sempre na linha da frente para que a FELICIDADE lhe(s) fosse(m) possível e que a vida fosse aquilo que ele(s) mais queria(m) e desejava(m).
Sinto ter cumprido a minha "obrigação" como Pai e se ele(s) não me compreende(m) como pessoa, sei que não sou eu que estou errado ou com uma perspectiva negativa, mas sim ele(s) que não consegue(m) ver e analisar que um Pai também é um Ser Humano que todas as suas limitações, os seus erros. Devia(m) reconhecer no Pai, um Homem bom, por vezes bastante naif, turbulento, muitas vezes uma criança neste adulto em que agora me transformei mais e melhor; enfim, um Ser Humano que "apenas" quer ter a sua FELICIDADE e ver os SORRISOS do(s) filho(s) amado(s).
Onde estará mesmo o meu erro capital para que tenha neste momento de passar por esta dor e este sofrimento que poderia simplesmente ser ultrapassado, esquecido e perdoado fosse o que fosse que se tivesse passado. Mas meu(s) querido(s) filho(s), estou aqui e estarei sempre presente na tua/vossa vida mesmo que, neste momento, nada signifique para ti e para o teu irmão. Os laços e o sangue existem e, espero, desejo que sejam uma realidade agora e sempre.
Muitos Parabéns para ti, meu querido filho, e muitas FELICIDADES; que as lágrimas que agora me correm pela cara ao escrever-te este texto te alcancem e te façam reflectir na vida, em ti, em mim e em nós. Um sentido e saudoso beijo do teu Pai.

sábado, abril 14, 2018

Sabado

Sábado... dia de consultório, de trabalho. Também faz bem estar nesta equipe dinâmica e forte que se vai consolidando e construindo. Se por vezes não me sinto muito bem com esta escolha, noutras vezes e na maior parte do tempo gosto bastante de aqui estar. Estou pouco a pouco a integrar-me e a perceber a dinâmica da clínica, das pessoas e da forma de estar. Para além de me sentir mais protegido, mais resguardado da minha própria inconstância.
Ontem tivemos um jantar muito giro num dos restaurantes que se está a tornar um dos meus restaurantes favoritos - a cruzaria (https://www.facebook.com/cruzzerialisboa/) - que mistura ceviches, tártaros e pizzas duma forma inteligente, gourmet e merecedor da nossa atenção. Recomendo.
Sem novidades a comentar porque, felizmente, tudo parece encaixar-se onde deve e assim a vida fica bem mais fácil, positiva e verdadeira. Na verdade, quando não há crises ou "birras" tudo corre bem melhor em todos os aspectos. 
Por isso apenas me resta manter o meu SORRISO, sinal evidente da minha actual FELICIDADE. 


sexta-feira, abril 13, 2018

Projectos

Duma vez por todas, tenho de encarar a realidade tal como ela é e não confabular ou fingir que é diferente ou que se enquadra no que eu gostaria. A vida é como é, as pessoas são como são e apenas encarando esta verdade podemos ter a FELICIDADE que todos merecem.
Que adianta chorar sobre leite derramado ou tentar que os factos sejam diferentes do que são se, efectivamente, não influenciamos o comportamento, a forma de estar ou a identidade das outras pessoas; interagimos ou não com elas, podem ou não fazer parte do nosso mundo e do nosso quotidiano mas no fundo apenas podemos mudar-nos a nós próprios. E mesmo assim é difícil fazer mudanças e adaptações a novas realidades.
Neste momento a minha vida centra-se em objectivos concretos e simples; viver a vida dia a dia, organizar um evento que vai ser muito importante e que também servirá para ver quem está de facto connosco e nos quer mesmo bem.
Depois também programo as férias, as viagens assim haja saúde, vontade e trocos para os gastos. Este ano estamos com uma série de ideias que quero mesmo realizar.
Outro projecto que quero concretizar e duma forma o mais rápido possível, será uma mudança que vai ser bastante benéfica e positiva para além de dar um alento diferente ao nosso dia a dia. Acho que talvez já o devesse ter feito mas as coisas devem surgir normal e espontaneamente pelo que, agora, é a altura certa. E resolver-se-à uma série de problemas, encerrando assim mais um capítulo da minha vida. Vamos ver se as finanças o permitem.
Amanhã estarei  a trabalhar mas penso que  o vou deixar de fazer, se amanhã não compensar do posto de vista financeiro. Já me custa bastante não ter esse dia para descansar, relaxar e estar si plenamente sem fazer nada de nada. Vamos ver como corre o dia de trabalho.

Por agora apenas a certeza do meu SORRISO luminoso e positivo demonstrativo da minha FELICIDADE. Que mereço/ merecemos 

quinta-feira, abril 12, 2018

Tristeza

Quinta feira, outro dia chuvoso e cinzento. Sinto-me bastante em baixo, sem força anímica e sem grande disposica. Mas sigamos em frente porque a vida tem de continuar.
Esta situação de ruptura familiar com as pessoas a quem dei vida e Ainda muito do que são hoje, deixa-me completamente prostrado, triste e deprimido sem saber como fazer ou reagir. O melhor é esquecer-me mesmo que eles existem e fazer a minha vida da forma possível integrando está dor imensa como puder.
Acho duma crueldade enorme esta forma de reagir e de estar mas pouco ou nada posso fazer, tanto mais que não há ninguém que consiga intervir ou chamar a atenção. Estou completamente sozinho nesta questão e neste problema que, sinto, vai continuar até que algum deles perceba o erro que está a cometer. E aí talvez seja tarde demais.
Mas a vida é aquilo que somos e fazemos, pelo que, neste momento, sinto que estou a "pagar" pelo muito mal que fiz ao longo dos anos, pelos erros cometidos e pelas minhas muitas falhas. Será que alguma vez conseguirei superar este problema ?
Estou a organizar o nosso evento para conseguirmos estar bem, apesar de, às vezes não me sentir também completamente à vontade por haver ruídos de fundo que não consigo eliminar totalmente. Gostava que a música ambiente fosse sempre uma sinfonia completa de Beethoven (Ode à Alegria) ou de Tchaikovsky (1812) que adoro.
Entretanto procuro outro tipo de música para animar este mesmo evento e dar mais brilho e força a este dia que, quero e desejo, seja extremamente marcante na nossa vida.
Hoje tomei uma decisão que me vai ajudar a ter novos projectos, novas ideias e seguir outro rumo; já é altura de mudar de ares, de fazer diferente e de ter espaços coincidentes com esta minha última etapa de vida. Vamos ver como poderemos concretizar o que quero. Tanto mais que será uma forma de também se aprender que não se pode, impunemente fazer-se o que se quer ou o que se acho que se tem razão.
Apesar de triste, quero que o meu SORRISO seja forte e positiva para que a minha FELICIDADE seja cada vez mais a minha/nossa realidade.




quarta-feira, abril 11, 2018

Dia

Dia 11, mais um mês de relacionamento com um grande SORRISO cheio de FELICIDADE

terça-feira, abril 10, 2018

Estranho

Hoje estou meio estranho, a sentir-me debilitado e amorfo sem saber o motivo, sem perceber se é físico - hipoglicémia ou algo assim - ou psíquico, porque também me sinto meio triste. E sem motivo.... 
Mas o dia está a melhorar, com tranquilidade, com segurança e a resolver-se o que interessa mesmo. É importante que me respeitem e que me tratem duma forma correcta e justa que é a forma como eu quero estar na vida.
Ontem fui a uma actualização em Medicina Dentária e, sinceramente, já não tenho paciência para estas apresentações, tanto mais que são sempre coisas espectaculares e casos complexos que nem sempre encontramos na prática diária. Agora com o biomimetismo, com a imitação da natureza e tudo o mais vai-se perdendo o contacto com as pessoas que tratamos 
É que não há dentes, há pessoas que têm dentes e formas de encarar os tratamentos que se fazem pelo que temos sempre de ver o lado humano da pessoa que se senta/deita na nossa cadeira profissional. Infelizmente nem sempre é o que acontece.
Mas com um SORRISO vamos conseguindo viver um dia de cada vez com a FELICIDADE que sentimos e temos.


segunda-feira, abril 09, 2018

Tempo

Mais uma semana que se inicia nesta viragem do tempo em que nos encontramos.  Na verdade a rapidez com que o tempo passa por nós é, por vezes, assustador porque nem damos conta da sua passagem.
Ora foi Natal e já estamos a meio de Abril,  quase a chegar ao Verão. Dai é um instante para o fim do ano, tanto mais que vou ter umas boas férias em Junho, depois em Setembro e finalmente em Dezembro que será um culminar de 2018, esperando que possa realizar, finalmente, uma vontade de passar a época natalícia e de fim de ano em terras quentes.
Hoje, segunda feira, estou apreensivo, tendo acordado uma hora mais tarde do que devia porque acho que ainda não sei mexer muito bem no meu "novo" telemóvel e por isso ele não deu sinal de vida. Felizmente que acordei espontaneamente, tarde mas Ainda a tempo de vir para Odivelas não fazer nada. É o que me aborrece neste centro clínico.
Hoje tenho um curso de actualização em dentisteria, o primeiro a que vou desde há muito porque, por vezes, me sinto já ligeiramente desactualizado mas também para o que faço actualmente não preciso de muito mais. E os conhecimentos que sempre tive são, felizmente, sólidos e imensos.
Também finalmente ontem resolvemos a questão do espaço para o dia 9 de Junho, que junta o útil ao agradável, pois é um espaço bonito, num sítio especial com uma boa cozinha e atendimento. Espero que corra tudo como nós queremos.

Um grande SORRISO de FELICIDADE neste dia 9, a dois meses daquele que será um dos dias mais importantes deste ano.

domingo, abril 08, 2018

Chuva e Casamento

Domingo de chuva, domingo de descanso. Fomos almoçar à Quinta da Marinha para ver se um restaurante recomendado nos agradava para fazermos a nossa comemoração no dia 9 de junho. E não só agradou como almoçamos um brutal cozido à portuguesa que estava fantástico.
Por isso, já está reservado o espaço para a festa a realizar nesse dia. Casaremos de manhã numa cerimónia muito simples e discreta apenas com a presença dos padrinhos e partiremos de viagem no dia 10, domingo para um destino onde sempre quis ir.
Sinto que a FELICIDADE está connosco e que a merecemos ambos, nesta construção diária de algo que nos faz ter sempre um SORRISO e alegria em nós.
Aproveitei para ir ver a minha Mãe que achei optima e bastante melhor do que a ultima vez que a vi. Lá estavam a minha irmã N. e a minha (linda e simpática) sobrinha M. que adorei ver e combinar um almoço durante a semana.
Depois e agora estamos em casa e relaxar e a mentalizarmo-nos para a semana que entra e que quero que seja positiva, agradável e cheia de SORRISOS.