quinta-feira, dezembro 14, 2017

Amizades e Família

A vida continua.... dia cinzento, chuvoso, sem novidades de maior. Felizmente que tudo se vai compondo e arranjando duma forma mais ou menos tranquila e normal.
Concluiu-se um acordo que estava pendente há algum tempo e que nos vai dar alguma margem de segurança para os tempos futuros. Felizmente que tudo acabou por bater certo apesar de não ser exactamente como queríamos e desejávamos mas a vida nem sempre é como nós queremos.
Estou no consultório, tranquilo, calmo e a reflectir na vida visto que, neste momento, talvez tenha muita coisa de que gosto, apesar de sentir uma grande tristeza por certos afastamentos e incompreensões, mas nestes casos pouco ou nada posso fazer. Já tentei varias coisas mas todas elas infrutiferas.
A Amizade tem particularidades e características muito próprias, bem como a forma como as pessoas a encaram. Para mim, ser amigo é estar com a pessoa nos Bins e mais momentos, preocuparmo-nos com elas, acompanha-las e estar presente, principalmente, quando é necessário. Não percebo quando se está perante determinadas circunstâncias não haja o cuidado de estar atento, prestar-se a tal atenção e fingir que nada se passa.
Será que o egocentrismo é assim tão grande que não se consegue ver para além do umbigo, nem que haja a preocupação de se informar acerca do que foi feito e das suas consequências ?? É mesmo estranho mas chego à conclusão de que é mesmo assim a vida.
De facto, a família é e será sempre o nosso refúgio, o nosso Porto de abrigo e onde podemos encontrar, quase sempre, um carinho, uma palavra amiga e uma atenção especial. Assim também nós saibamos retribuir!
Há momentos da vida, situações que temos, factos que sentimos que nem sempre são explicáveis porque, na verdade, o ser humano é algo de muito complexo e nem sempre racional. A convivência entre as pessoas não é fácil se não abdicarmos um pouco do nosso egoísmo, se não sairmos de vez em quando da nossa zona de conforto, bem como termos a capacidade de não reagir a quente, ponderar as situações e procurar nas nossas memórias e sentimentos a melhor forma de estar na vida e nas diferentes situações. 
Sou uma pessoa "primária" no sentido de reagir e actuar muito a quente, nem sempre percebendo que uma das nossas melhores ferramentas é o pensamento, o distanciar das situações e utilizar o nosso raciocínio, a nossa inteligência e as nossas memórias duma forma correcta, verdadeira e simples, desconectando as encruzilhadas e as armadilhas da vida.
Tenho de ser mais racional, mais frio perante as situações, bem como não fazer julgamentos precipitados nem tão sentidos para não me sentir ferido tantas vezes ou perdido em negrumes que apenas existem pela importância exagerada que lhes dou no momento e que depois, naturalmente, se esvaziam pela sua não importância.
Assim será possível manter sempre o meu SORRISO neste momento de tranquilidade e de FELICIDADE, nesta época propícia ao Amor, à Amizade e à família.

PS: tenho recordado por vezes o meu guru, AA, as suas palavras, o seu apoio e o seu carinho especial, se bem que, neste momento, sinta que poderia retomar a psicanálise mas que não o farei por motivos diversos.

quarta-feira, dezembro 13, 2017

Decisão

Peibggnyex Ontem ida ao CCB, para ver o Gospel Chorus. Já tinha visto este grupo de New York que, praticamente, trouxe o mesmo espectáculo. Mas é sempre bom de se ver, para além de ser um espectáculo interactivo e com umas vozes fantásticas.
Depois fomos cear ao Mercado de Algés, comer uma fatia de pizza e por acaso era a noite de fados que estivemos a ouvir. Vozes amadoras mas algumas delas com alguma qualidade e boa colocação.
Tomei a decisão de me expôr menos nos meus comentários, visto que, quase sempre ou mesmo sempre, falo acerca de tudo que me acontece, manifesto sentimentos, emoções e acontecimentos e, como me fizeram ontem, a FELICIDADE é bastante mais sentida e vivida quando está connosco e dentro de nós, sem qualquer necessidade de a projectar para o exterior.
Nesta fase da vida e depois do que se tem passado nos últimos tempos, prefiro na verdade não contar, não escrever, não publicar factos concretos da minha vida, que apenas dizem respeito a mim ou a outra pessoa com quem partilho a vida.
Passarei a ter mais cuidado com a minha exposição; muitas vezes no calor das emoções ou da minha ansiedade escrevo demais e pode ser prejudicial, como já têm sido. Quero estar tranquilo, resolver a minha vida e não abrir portas para o exterior, visto que ninguém tem de saber dos meus problemas, das minhas alegrias ou do que quer que seja. Por isso passarei a escrever menos factos concretos ou objectivos e mais apreciações genéricas e sem me comprometer. 
Manterei o meu SORRISO que é uma constante da vida e que me traz bastante FELICIDADE. Que é o indispensável para se viver bem e pacificamente.

terça-feira, dezembro 12, 2017

Intrigas

Mais um dia de trabalho e uma certa ansiedade por situações incompreensíveis e completamente descabidas.
As pessoas parecem que nada mais têm a fazer do que falar da vida dos outros e do passado, disto e daquilo em vez de se concentrarem na sua vida e nas suas próprias coisas. Estou muito triste com uma pessoa em particular por causa disso, visto que, quase, conseguiu destruir algo que tenho e que quero manter.
Parece-me que neste quotidiano ninguém tem mais nada que fazer do que comentar, criticar ou falar acerca da vida dos outros, não vendo os danos que podem causar nas pessoas e nas suas vidas. Estou cansado, farto e muito triste com tudo isto, só me apetece desistir da vida e de tudo o mais. 
Sinceramente devo ter qualquer problema intrínseco de personalidade, de comportamento e de atitude, visto que há alturas em que tudo parece correr mal e em que me sinto completamente perdido e ausente de muita coisa. Apenas preciso de carinho, muito AMOR, para poder estar tranquilo e calmo, com o meu SORRISO  e na construção da minha FELICIDADE.
Serei assim uma pessoa tão sui generis que não possa estar na minha vida, no meu canto e trabalho sem estar constantemente com problemas, ninharias ou o que quer que seja. Tento fazer o meu melhor e, muitas vezes, sai tudo ao contrário, encontrando obstáculos e muita turbulência pelo caminho.
Neste momento, tenho tudo, ou quase, para estar descansado, tranquilo e pacatamente a trabalhar, a desfrutar da pessoa maravilhosa que me acompanha e Ainda dos muitos e bons amigos que tenho. 

Quero que o meu SORRISO seja forte e luminoso, bem como desejo que a minha FELICIDADE seja uma realidade constante e permanente. Mas, hoje, a minha vontade é fugir desta realidade e deste quotidiano. 

segunda-feira, dezembro 11, 2017

Onze

Dia 11 de Dezembro... todos os dias 11  são especiais, porque relembram o início de algo que é muito importante na minha vida actual. E no qual me sinto me sinto muitíssimo bem, cheio de energia, vitalidade e bem estar.
Estou no meu "exílio" em Odivelas, com pouco ou nada para fazer; fui fazer uma ecografia para ver o meu interior, tendo de ir a um especialista para esclarecer umas coisas. Mas em princípio parece estar tudo mais ou menos de acordo com a idade física.
Não tenho tido muita vontade de escrever pois não ando com dúvidas ou com problemas sem serem os normais e aqueles que são comuns a todos nós; no outro dia fiquei aborrecido com uma amiga - o que vai sendo recorrente - por ela falar demais e de coisas que nem vêm a propósito. E Meter-se onde nem é chamada..
Sei que não faz por mal, mas já é altura de seguir outro caminho e outras conversas, baseadas na sua própria vida e não na dos outros. Mas enfim é a vida.
O Natal está quase à porta e não faço a mínima ideia de como será este ano, porque os meus filhos não dizem nada e desconheço os planos que tenham; provavelmente este ano vou variar e vou para a minha irmā em ambos os dias. Não tenho muita vontade neste espírito natalício. 
Será mais uma época para passar e depois seguir-se-à o fim do ano, já com programa e planos para sairmos de Lisboa uns dias.
Não tenho feito análise ou nada do género, sentindo-me com mais ansiedade do que antes mas, fora esse sintoma, não me perece que and por caminhos errados; antes pelo contrário, sinto que estou numa via bem sinalizada, bem arejada e sobretudo onde há luz, há SORRISOS e Ainda muita FELICIDADE. Que sei irá continuar.






domingo, dezembro 10, 2017

Sem vontade

Hoje apenas duas palavras: SORRISO e FELICIDADE.  Sou uma pessoa feliz que vive um bom momento na sua vida. 

sábado, dezembro 09, 2017

Sábado

Ontem tivemos um jantar super divertido em casa do PV, com a novidade de todos termos participado na confecção do mesmo. Ou seja, todos estivemos na cozinha a preparar o que depois comemos. Foi original, divertido e muito agradável.
Foi a primeira vez que foi a casa do PV, que é bastante acolhedora, arrumada e organizada; fiquei surpreendido com a casa, com o espaço e ainda por transmitir muito boas energias. e calor humano. Gostei imenso até pela surpresa positiva quer tive.
Também ontem foi um dia muito bom porque enquanto andava a passear com os meus primos brasileiros, pelo mercado de Algés, pelo palácio dam Ajuda, pela exposição do Miró, o MA andava no seu trabalho que, ontem, correu excepcionalmente bem. Acredito que vamos ter sucesso, tanto mais que ele está totalmente empenhado.
Vamos agora para uma feijoada à brasileira, e mais logo para um jantar de aniversário duma grande amiga pelo que teremos um dia em cheio.
Um grande SORRISO nesta FELICIDADE em que me encontro cada vez mais sentida e forte.

sexta-feira, dezembro 08, 2017

ChuvA

Feriado de chuva e de trAbalho visto que tenho de adiantar um trabalho para ficar pronto antes do fim do ano.
Neste tempo cinzento apetecia-me estar em casa, no quentinho, a ler, ver televisão, meditar na vida ou quem sabe a fazer algo mais que me desse na vontade. Mas temos de trabalhar.
Vou passear com os primos pelos Jerónimos, a ver o museu Leite de Vasconcelos, talvez almoçar no mercado de Alges para eles conhecerem e conversarmos . Depois talve ver também o MAAT ou o palácio de Ajuda.
Hoje temos um jantar em casa do PV, onde vamos cozinhar porque ele não percebe nada de cozinha e vamos festejar o NAtal, ficando já este grupo arrumado. Amanhã temos um almoço - uma boa feijoada à brasileira - e Ainda um jantar de aniversário. Ou seja um fim de semana gastronómico e de comezainas.
Um grande SORRISO cheio de força e de luz, nesta FELICIDADE  que sinto interna e afectivamente.

quinta-feira, dezembro 07, 2017

Vida

Finalmente tudo resolvido... já se pode começar a actividade que faz parte do nosso projecto de vida actual, esperando que tudo dê mesmo certo. Muita coisa foi resolvida e, felizmente, tenho os contactos certos para poder acelerar tudo no seu devido tempo e assim resolver os problemas que vão surgindo duma forma célere e concreta.
Amanhã é outra vez feriado mas tenho que vir ao consultório ver uma doente para completar um trabalho engraçado que estou a fazer, indo depois passear com os meus primos e finalmente ir cozinhar a casa dum amigo para um jantar em casa natalício em casa dele. Como não sabe cozinhar, seremos nós, os amigos, a fazer o jantar. Se bem que não tenha grande vontade pelas atitudes e comportamentos de alguns desses mesmos amigos.
 Agora é produzir e trabalhar bastante para garantir o investimento feito mos o retorno que se quer e deseja. Tenho a certeza de que vamos ser bem sucedidos e que vamos conseguir estabilizar a nossa vida.
Quero e preciso de paz, tranquilidade e segurança, bem como de compreensão, amor e carinho para ficar e estar bem comigo e com a vida; neste momento tenho um ambiente fantástico em casa, com muito do que procurava e queria. Desejo que assim continuemos.
Pessoalmente tudo vou fazer para que a minha situação económico-financeira fique regularizado e que consiga vencer mais este obstáculo; tenho a certeza de que. Ou conseguir e ter uma vida mais tranquila, assim todos me percebessem e entendessem. Lamento certas atitudes incompreensíveis e que me magoam imenso mas é a vida é ela vai-se encarregar de demonstrar que tenho razão no que faço e como estou a gerir a minha vida.

Por isso, fica um enorme SORRISO cheio de FELICIDADE e de alegria por estar vivo, por estar muito bem e por ter à minha volta pessoas maravilhosas.

quarta-feira, dezembro 06, 2017

Projectos

RMais um dia... ontem fui apanhado pelo meu passado recente o que originou, com razão, um problema e momento de stress porque nunca mais aprendo que tenho, devo, contar muito do meu passado a quem está comigo. Por respeito, por dever e porque tudo tem de estar devidamente esclarecido.
Fui convocado para ser testemunha num processo por difamação relacionado com pessoas com as quais não quero mesmo ter nada a ver porque me lembram dias negros, momentos muito maus e Ainda me envergonha ter passado por tudo isso e não me compreendido toda a situação; por muito solitário que estivesse, por muita ausência de confiança e auto-estima, por muito que não aceitasse a minha idade, o meu corpo NUNCA deveria ter passado por tudo isto.
Um dos motivos pelos quais me sinto actualmente tão bem é porque me aceitam como sou, com a minha idade, o meu corpo, as minhas loucuras e maneira de ser o que é simplesmente fantástico porque me dá uma enorme força e confiança em mim mesmo e na vida.
Hoje inicia-se uma nova etapa dos nossos planos de vida com a finalização de todo o processo iniciado já há algum tempo; espero que tudo dê certo e possamos mesmo usufruir alguma coisa deste projecto. Que foi um pouco complicado por ser algo novo e pela imensa burocracia que ainda temos.
Voltando a um passado, felizmente que neste momento tudo isso está ultrapassado, esperando que não haja mais nada que me faça recordar esses tempos nem tão pouco mais contactos de qualquer espécie. Quero ter uma vida tranquila, pacífica e sem quaisquer problemas. Bem como nunca mais ter pessoas dessas à minha volta.
O Natal aproxima-se veloz e rapidamente, esperando que o meu SORRISO se mantenha e seja o reflexo da minha actual FELICIDADE.

terça-feira, dezembro 05, 2017

Ansiedade

Tanta papelada, tanta complicação para se fazer algo que poderá contribuir para dar trabalho a outros, aumentar, numa escala, diminuta,  a riqueza nacional e ter algum empreendorismo. 
Na verdade, não tenho experiência destes assuntos noutro País, mas, neste momento, parece-me que está tudo bem mais complicado e difícil de se concretizar, de se efectivar. Também é certo que, cada vez mais, estamos num mundo e numa sociedade sem palavra, sem ética, sem palavra.
Ainda hoje a agenda estava duma determinada forma, composta e seguida e dum momento para o outro, há uma marcação nova que falta, outras que desmarcam porque surgiram contratempos e de repente ficou uma agenda com espaços e alterações várias. É cansativo esta alteração constante das pessoas e da falta de palavra.
Sinto-me cada vez mais cansado, menos paciente com este quotidiano, apenas com vontade de "fugir" bem para longe, tipo Amor e uma cabana. Hoje sinto-me bastante ansioso e aborrecido porque não sei muito bem para onde me hei-de virar ou fazer para resolver estes problemas de curto prazo sem ter que me desgastar desta forma.
Felizmente que, no plano afectivo, está tudo muito bem e tudo corre muitíssimo bem, sem sobressaltos, sem problemas e com um crescente entendimento entre nós. Espero que assim continue e que tudo se mantenha neste caminho de bem estar, tranquilidade, paz e muito carinho. Preciso dessa estabilidade agora e sempre.
Nesta época festiva de Natal e fim de ano, espero conseguir resolver tudo aquilo que tenho para resolver e ficar mais tranquilo no novo ano que se aproxima, com o meu SORRISO mais forte e com a FELICIDADE que sinto neste momento.




segunda-feira, dezembro 04, 2017

Tranquilo

Mais uma semana... estamos quase no Natal e também a comemorar a entrada num novo ano. O tempo passa velozmente e quase que não damos conta dos dias, meses e anos. Espero e desejo que 2018 seja francamente melhor do que este ano que passou com mais FELICIDADE e motivos para ter um SORRISO cheio e forte.
O fim de semana prolongado passou-se muito bem em família, com passeio, muita gastronomia e algum frio. Ficámos num turismo rural bastante engraçado e acolhedor, tendo sido possível estarmos mesmo juntos e conversar-se bastante. Saber novidades de toda a família do Brasil.
Também reforçar cada vez mais os laços afectivos existentes neste relacionamento que está, na verdade, cada vez mais sólido e consistente; com tranquilidade, segurança, certeza de que se está no caminho certo e seguro. 
Hoje estou meio adoentado e de cama, com uma vaga sensação de desconforto e duma certa ansiedade que não sei identificar a causa, mas talvez e provavelmente terá a ver com alguns aspectos menos positivos deste meu quotidiano. E ainda por cima este mês vai ser muito curto e com poucas perspectivas.
Ando sem grande vontade de escrever, talvez por me sentir pacífico, tranquilo e em segurança, em casa e neste relacionamento que continua duma forma bem tranquila, bem como todos os nossos projectos de vida e de futuro.
Assim vale a pena ter um SORRISO forte e luminoso, cheio de FELICIDADE que merecemos e queremos.

domingo, dezembro 03, 2017

Posts

Curiosamente estive no local onde este blogue se iniciou, com o tal SORRISO a uma idosa que apanhava o seu sol na soleira de sua casa numa pacata vila alentejana. Há mais de 6 anos... 
O tempo passa, as pessoas mudam, as memórias permanecem como património pessoal e afectivo; e sobretudo eu estou diferente, mais amadurecido, mais consciente do que sou e do que quero, mais confiante e com muito mais auto estima.
Grandes diferenças marcam estes dois momentos como é evidente, quer no plano pessoal, quer afectivo, quer profissional porque nada é imutável nem tão pouco irreversível. Estou noutro tempo e noutra época em que estou igualmente com a FELICIDADE a que tenho direito e penso merecer.
A vida tem as suas regras, dá as suas voltas e contravoltas mas o que conta mesmo e tem importância é a nossa vontade de viver, de sermos felizes, de AMAR e ser amados, bem como de conseguirmos estar numa tranquilidade e numa paz positiva e constante.
Hoje sentimo-nos estáveis, vivendo uma vida mais difícil em alguns aspectos mas bem mais positivos noutros, nomeadamente, no plano pessoal. Eu estou bastante diferente do que era há seis anos, tendo aprendendo que o respeito pelo outro, a preservação da identidade e do espaço de cada qual é fundamental para uma vida em comum, bem como a completa e total ausência de planos alternativos ou de buscas infrutíferas.
Foi um fim de semana em família em que rimos, conversámos, comemos, passeámos e sobretudo vimos crescer mais a nossa certeza de querermos construir uma vida comum até ser isso  mesmo a nossa vontade e desejo. Sinto que estamos num caminho muitíssimo bom.
Por isso o nosso SORRISO é uma constante na vida e no meu dia a dia onde a FELICIDADE é uma realidade bem sentida e vivida.
PS: ontem foi um dos raríssimos dias em que não escrevi neste blogue não só porque não tive tempo como também porque não me apeteceu. O qe é estranho por não saber atribuir a essa naõ vontade um significado específico.

sexta-feira, dezembro 01, 2017

ferias

De fim de semana prolongado.... em Marvao com a família com um SORRISO e cheio de Felicidade 

quinta-feira, novembro 30, 2017

feriado

Amanhã é feriado e, talvez por isso, foi uma razia nas consultas que nem justifica ir trabalhar. Vai ser um mês bastante difícil e complicado pelos feriados seguidos, pelo Natal e pelas festas. É a Vida.
Hoje já fiz compras no supermercado, andei por aí e pouco mais....  fui ainda ao banco para resolver finalmente um assunto pendente que me foi favorável, porque noutro banco me recusaram um pedido por informações erradas. É a vida...
O tempo passa, estamos quase a ir de fim de semana para o alto Alentejo, com irmãos e primos. Vai ser um fim de semana diferente e, espero, bastante engraçado.
Tenho todos os motivos para que o meu SORRISO espelhe bem a minha FELICIDADE e a ALEGRIA pela minha vida actual.

quarta-feira, novembro 29, 2017

Confiança


Há momentos inesperados e surpresas agradáveis que nos vão acontecendo neste dia a dia que temos. Momentos de ternura, de certezas e de sentirmos a FELICIDADE que temos, que damos e recebemos. Surpresas porque, também finalmente, temos a certeza de que vivo uma realidade bem assente na terra, com tudo o que é necessário para funcionar. 
Já perdi os meus medos e os meus receios de fantasmas, inexistentes, que povoavam a minha cabeça, também em grande parte pelo comportamento exemplar e seguro de quem tem de me demonstrar isso mesmo. Estou tranquilo, pacificado e bastante confiante na vida e no futuro.
Estou certo que 2018 será um ano de mudança, de consolidação de muita coisa, de crescimento e amadurecimento pessoal, profissional e de novas aventuras consistentes e duradouras. Bem como dum aprofundamento desta relação que em cada dia que passa se torna mais firme e real.
Quanto ao consultório, temos de reforçar a publicidade, ver se funciona, melhorar a qualidade do serviço, atender mais e melhor bem como não desmarcar as consultas como o fazia. Não está tempo para isso nem o posso fazer.
É curioso que, desde que deixei a psicanálise e a psicoterapia, me sinto mais assertivo, mas com maior dificuldade em controlar a ansiedade. Com mais empenho e força, mas talvez com menos empenho, com mais consciência e memória, mas sem  sempre a conseguir aplicar. Deve ser normal.
Tenho, devo, acreditar cada vez mais em mim, bem como aumentar a auto-estima e saber que sou capaz de estar com alguém, de progredir na vida, de fazer novos projectos bem como de me controlar mais e melhor, acreditando também mais em quem me rodeia e tudo faz para me apoiar.
Também devo continuar a ser independente, não caindo de novo no deixar que me façam tudo para não me deixar ficar como no antigamente em que não fazia quase nada. Nunca mais quero ficar dependente de quem quer que seja.
Esta é uma semana mais curta por causa do feriado, que, nesta altura do campeonato são bastante prejudiciais porque cortam as semanas, as diminuem e fazem com que as pessoas se dispersem e procurem outras coisas para fazer. Mas mantenhamos o nosso SORRISO e a certeza de que sou capaz de conquistar e manter a nossa FELICIDADE.

PS: estou, felizmente, a perder a minha mania de utilizar o pronome "nós" quando me refiro a mim próprio, como se fosse da realeza ou do pontificado