terça-feira, janeiro 23, 2018

Acasos


De facto, temos de encarar certas coisas como positivas e n~~ao ver tudo sob uma perspectiva negra e sombria. Tive uma série de desmarcaçoes o que me/nos permitiu ir passear um pouco e ir almoçar a um restaurante excelente perto de Vila franca, chamado "Voltar ao Cais" onde já tinha estado num baptizado. Foi um repasto fantástico em boa companhia.
Temos ou devemos aceitar estas janelas de oportunidade em que, pensando em fazer uma coisa, nos surge outra pela frente e certamente que por alguma razão assim é. Por isso, mais vale aproveitar e fazer destes pequenos momentos, grandes acontecimentos e bastante positivos.
Para além do almoço foi também oportunidade de estar junto com quem se ama, conversar de tudo e de nada e sobretudo de desfrutar da companhia um do outro.
De qualquer forma, parece-me também que, da parte da manhã , consegui convencer o meu colega AC da necessidade de se apressar as marcações e o inicio do meu trabalho nas novas clinicas, senão nunca mais se começa, nem se compreende então a pressa na assinatura do contrato. Quero começar e estou entusiasmado para isso.
É nestas alturas que compreendo bem a importância de viver o presente, sem angústias, sobressaltos ou medos do que quer que seja, porque tudo tem a sua razão de ser e se algo acontece que não tem solução, então está devidamente solucionado. Não vale a pena preocuparmo-nos com o que não controlamos.
Para chegar a este estádio, precisei de muitos anos d análise, de compreensão e de entendimento de mim próprio, bem como aceitar o que acontece, o que não controlamos nem tao pouco decidimos. Apenas nos angustiamos, nos deprimimos e aborrecemos, não resolvendo absolutamente nada de nada.
Manter o SORRISO é o fundamental para que a nossa FELICIDADE seja efectiva e verdadeiramente positiva.
 

segunda-feira, janeiro 22, 2018

Voltas e Reviravoltas

A vida dá muitas voltas e reviravoltas; na verdade tudo depende de nós mesmos e do que queremos na realidade. Não podemos voltar sempre a registos antigos nem tao pouco pensar que somos infalíveis ou que nunca erramos.
temos de saber mesmo o que queremos, como queremos e fazer para que tudo isso seja uma realidade visível e palpável, na certeza de que, na vida, apenas há um caminho certo e real. Chama-se verdade, respeito e autenticidade.
Não quero mais confusões, trapalhadas, planos alternativos que a nada conduzem a não ser a alterações desnecessárias, rupturas muito dolorosas e quebras de projectos de vida. Tenho de saber mesmo o que quero e seguir esse mesmo caminho. E, tirando a minha cabeça divagante e duma certa loucura, eu sei o que quero e o que pretendo na vida. PAZ, FELICIDADE, ESTABILIDADE e AMOR.
Com tudo isto consigo viver sempre com o meu SORRISO e com a minha vontade permanente e constante duma vida plena e cheia de FELICIDADE.
PS: estive a fazer reservas para Agosto, data das férias e fico impressionado com a quantidade de reservas já feitas, com os hotéis/apartamentos já cheios. estamos no principio do ano e já estamos assim ?? Bem sei que o destino escolhido é altamente procurado, mas mesmo assim.

domingo, janeiro 21, 2018

sábado, janeiro 20, 2018

Saídas

Há atitudes, há gestos que demonstram todo o carinho e o Amor existente, que nos fazem mesmo bem e fazem com que saibamos mesmo que somos Amados, e que também amamos e queremos ter uma vida em conjunto.
Ontem por circunstancias várias, fui jantar com um amigo que não via há muito a um restaurante que aconselho vivamente - Taberna do Sal Grosso - ao lado de Santa Apolónia, com um ambiente muito engraçado, simples e uma comida simplesmente divinal. Comi um rabo de boi como há muito n~~ao comia duma suavidade e duma textura fabulosa, para além de muitas outras coisas, porque o conceito é dividir tudo o que se pede.
Constatei que, na verdade, nao devo nem quero ter mais estes eventos isolados por respeito e por até me sentir menos bem, visto que, neste momento partilho a minha vida com outra pessoa. E mesmo estando essa pessoa a trabalhar nao o quero fazer mais. Ainda bem que no final da noite essa pessoa apareceu e terminou a noite connosco.
Tudo isto para dizer que a ligação, o Amor, o carinho existente entre as pessoas é uma realidade imensa e verdadeira, que quero manter de verdade e neste caminho positivo e de realização pessoal e afectivo.
Sinto-me muitíssimo bem como nao me sentia há muito e assim quero continuar. A minha vida tem de se basear nestes valores e nestes princípios que tenho neste momento. Levou tempo mas finalmente parece que se entranharam duma forma justa e positiva.
Hoje tive de ir ao consultório ver uma paciente por causa do trabalho bastante complicado, cuja prova nem correu muito bem mas que, espero fique em condições o mais rápido possível. Depois supermercado, fazer o almoço - uma excelente caldeirada - para me entreter durante a tarde com a minha série do momento - E depois de Escobar, na netflix - ler o meu jornal e dormitar, descansando destes dias. Com um SORRISO e a certeza de que a FELICIDADE existe e é uma realidade.

sexta-feira, janeiro 19, 2018

Sexta

Sexta-feira... dia de madrugar, de começar bem cedo no Sams, para continuar no consultório a caminho do fim de semana, mesmo tendo de ir ao consultório amanhã, sábado para ver uma paciente que só pode mesmo neste dia. E é uma doente especial.
Ontem estive a recuperar forças e a recarregar baterias porque me sentia exausto. Estes últimos tempos não têm sido muito fáceis, por motivos vários e mesmo já estando tudo mais ou menos encaminhado Ainda não tenho a certeza de ter feito o melhor possível, nem tão pouco se doravante tudo vai correr como eu gostaria. Há muitas vozes contraditórias que me perturbam e que me fazem pensar onde estará a razão. 
A vida é feita de muitas coisas, muitas janelas, janelinhas, portas, atalhos, muros, recantos, pedras, flores e Ainda muito mais, dependendo apenas de nós mesmos o aproveitarmos tudo o que temos e que nos rodeia. Cada um de nós olha para algo duma determinada maneira que é diferente para cada pessoa. Uns reparam num pormenor, outros veem o conjunto, outros Ainda nada lhes diz coisa alguma pelo que a realidade não é, nunca é e nunca foi, a mesma para todas as pessoas.

Neste quotidiano que tenho, apenas quero que tudo corra em paz, tranquilidade e Ainda que a FELICIDADE seja uma constante destes dias, bem como que o meu SORRISO consiga iluminar o meu interior e o das pessoas que me rodeiam.

quinta-feira, janeiro 18, 2018

Cansaço

Simplesmente cansado, fatigado e gasto por tudo o que me tem acontecido nestes últimos tempos. estou a precisar de um tempo de pausa, relaxamento e descontracção, mas sei que, apenas, quando estiver tudo concluído conseguirei esse descanso.
Bem como ter a certeza de que tudo corre como deve ser e não me estou a meter na chamada boca do lobo, porque tenho algum receio que todas estas facilidades sejam apenas e tão só para enganar e ludibriar de modo a atingir-se os objectivos que só podem ser a obtenção de listagens e acordos. Mas confiemos e acreditemos.
Tenho pensado em muita coisa e em muitas pessoas e na verdade devo ter alguma particularidade para ter conflitos e problemas talvez porque eu próprio não me consigo aceitar ou perceber. E então transfiro toda essa problemática interna para o exterior e para as outras pessoas até que chega a altura em que tudo parece desabar. Ou seja, a minha personalidade é intrinsecamente conflituosa e intempestiva o que provoca problemas e , pro vezes, me deixa sem margem para enfrentar a realidade.
Também é outro dos meus problemas este enfrentar da realidade e do dia a dia, porque por vezes prefiro confabular, iludir-me, sonhar em vez de ter os pés bem assentes na terra e ver as coisas como elas são. Sou particularmente sensível a influencias externas que, talvez, substituam a falta de referencias internas e facilmente me deixo manipular, mesmo sabendo que o sou. Faz parte da minha pessoa.
Mas também sei que tenho qualidades, tenho coisas muito positivas e francamente boas; talvez não adequadas aos tempos que correm porque tenho valores, princípios e uma ética que está bastante ultrapassada, ou melhor dizendo, que não se adequa a estes tempos modernos em que cada apenas pensa em si mesmo e nas suas coisas.
É o mundo moderno em que vivemos, cada vez mais impessoal, menos interactivo, mais egoísta e quase menos humano em que, aparentemente, a velocidade em que se vive parece impedir certos sentimentos como a gratidão, a Amizade, a compreensão, a inter ajuda. Só podemos mesmo esperar algo de nós próprios e de mais umas poucas, e cada vez menos, pessoas.
Estou cansado, exausto física e psiquicamente pelo que, hoje, estou a hibernar e a recuperar forças, animo e vontade de prosseguir este caminho e esta rota que escolhi para a minha FELICIDADE, tendo sempre presente o meu SORRISO.
 

quarta-feira, janeiro 17, 2018

Tempo

Os dias passam a correr, com menos ou mais intensidade, mas sempre em grande velocidade e correria. Dias em que me sinto mais cansado, menos forte e mais dorido internamente.
Às vezes, sinto-me perdido em mim mesmo, nas minhas coisas, nos meus medos e fantasmas mas ao mesmo tempo sinto-me melhor comigo mesmo, com mais confiança mesmo que todo este ciclo de mudança seja demasiado para o conseguir acompanhar na sua totalidade.
Mas sei que vou conseguir assim como o vou fazer com sucesso e distinção. A verdade é que, nesta fase da minha vida, apenas quero paz, tranquilidade e muita calma. Preciso de estar nesse espírito para conseguir fazer o que tenho de fazer bem como para seguir em frente nesta nova etapa. 
Sinto à minha volta uma grande animosidade como se eu tivesse qualquer alternativa ou escolha; poderia ter se as circunstâncias fossem outras ou se estivesse com força suficiente para enfrentar toda uma série de factos que não tenho mesmo. Prefiro acomodar-me e estar numa certa zona de conforto. 
Vão-me avisando acerca das pessoas e das suas intenções, mas eu quero acreditar nas pessoas e numa realidade que não seja apenas e tão só de "tramar", vigarizar e fazer mal. Espero não estar errado para meu bem.
Neste século XXI em que tanta coisa acontece, tanta evolução, tantos acontecimentos, continua a não se conseguir interligar mais e melhor as pessoas. Ou seja, com as redes sociais, a internet, o mundo virtual,  cada vez mais as pessoas estão isoladas, sem contactos reais com outras pessoas e muitas vezes, refugiando-se apenas nesse mesmo mundo virtual. Que é, muitas vezes, ou a maior parte das vezes, uma ilusão que não se concretiza.
É demasiadamente fácil ligarmo-nos, via net, a uma multidão e continuarmos sozinhos neste mundo porque muitas vezes ou quase sempre, ninguém quer saber de ninguém e apenas se está nestas redes para ser visto e ver. Infelizmente vivemos num mundo sem grande ética, princípios ou valores. E cada vez menos.
Sejamos optimistas, positivos e tentemos acreditar nas pessoas, bem como em nós próprios porque se assim não for, nunca conseguiremos seguir em frente e fazer o nosso percurso. Sei que ainda tenho um caminho a percorrer e quero que esse caminho seja o mais tranquilo e calmo possível para que, daqui a poucos anos, consiga estar retirado e a desfrutar de muita coisa que me agrada. Principalmente não ter horários e não programar a vida.

Mas ainda faltam alguns anos e neste tempo quero também ter a minha FELICIDADE e o meu SORRISO constante e permanente duma forma saudável e muitíssimo positiva.

terça-feira, janeiro 16, 2018

Realidades

Muitas vezes me pergunto acerca da finalidade da vida, da FELICIDADE, do Amor, da Amizade e do que realmente somos. As respostas nunca são conclusivas, variando com a disposição, com os humores, com as circunstâncias, com as memórias e com tudo aquilo que somos intrinsecamente.
Felizmente que me sinto bastante mais pacífico e sobretudo menos depressivo, porque de facto não vale a pena empolar os problemas ou seja o que for, porque, duma forma ou doutra, tudo se resolve, tudo se conjuga e até quando menos se espera.
Devo ter esperança no futuro, no que Ainda poderei fazer e alcançar, sempre com o objectivo de ser mais feliz, de ter um SORRISO mais forte e luminoso, bem como de conseguir ser positivo para quem me rodeia e faz parte da minha vida.
Tudo isto passa pela auto-confianca, auto-estima e amor próprio que conseguir ter; quanto mais tiver e for capaz de manter, melhor tudo correrá e será francamente mais produtivo, positivo e proporcionador de factos e momentos positivos e bons.
Tendo cada um de nós em si mesmo a capacidade de alcançar a sua própria FELICIDADE, então certamente que também eu serei capaz, com as minhas memórias, a minha aprendizagem, a minha força e entusiasmo, bem como energia, de construir algo muito bom nos dias que Ainda me restam.
Felizmente que me sinto de novo estruturado, consolidado e com força para enfrentar o que me espera, bem como também espero fortificar cada vez mais os laços efectivos que existem. Mesmo se estes forem, por vezes, abalados por alguns pequenos/grandes abalos que fazem parte da vida. A realidade é que a relação e a cumplicidade existem e são uma realidade.
Sei o que quero e gostaria Ainda de ter da vida, como seja, tranquilidade, paz, amor e carinho. Tudo isto e Ainda um amadurecimento/crescimento interno que me  a FELICIDADE que quero e que faz parte de todos nós, em conjunto com um SORRISO sempre presente e verdadeiro.

Em última análise, cada um de nós está sozinho perante si mesmo, mas com a capacidade de enfrentar o mundo e o quotidiano, acompanhado por todos aqueles que nos Amam e Estimam.

segunda-feira, janeiro 15, 2018

Esperança

Outra semana, outros momentos. Sinto que estes primeiros dias de 2018 têm sido bastante positivos, talvez representativos do que poderá ser o resto do ano e os tempos mais próximos.
Espero, desejo, que tudo corra de acordo com o que se pretende nestanova etapa de vida e de trabalho; no plano afectivo continua a haver Ainda um pequeno pormenor que me desagrada e desestabiliza que precisa de ser resolvido.
Mas tudo vai ser positivo, desde que haja discernimento, inteligência, capacidade de resolução e vontade de prosseguir nesta caminhada em que se está. Com todos os sentimentos e toda a força que se queira imprimir.
Como não dormi muito tempo, estou meio cansado e mole; felizmente que Ainda não trabalho à tarde porque só para a semana começarei no outro espaço a trabalhar. Vamos ver como correm as coisas porque continuam a haver coisas de que não gosto, nem me sinto confortável nem à vontade. Espero que, doravante e depois desta pequena/grande crise, tudo volte ao caminho em que estávamos e que era delicioso e fantástico.
Um grande SORRISO nesta segunda feira em que a FELICIDADE tem de continuar e encontrar o seu enquadramento.



domingo, janeiro 14, 2018

Domingo

Ontem esqueci-me completamente de escrever qualquer coisa no meu blogue; talvez já não sinta aquela vontade que tinha antes por estar melhor comigo mesmo e com todos os que me rodeiam.
Foi um dia mais ou menos normal em que desenvolvi várias actividades, desde compras de supermercado, cabeleireiro, nova reunião no novo espaço profissional até a habitual culinária dos fins de semana.
Agora que estou mais acompanhado é bem mais fácil passar o tempo e estar tranquilamente em casa sem grandes planos ou projectos; eles surgem expontaneamente sem grandes previsões, como aconteceu ontem com a vinda dum amigo para jantar, à ultima hora. Hoje, por exemplo, almoço com amigos algures sem local nem hora ainda decididos.
Neste aspecto estou bastante mais descontraído, menos rígido e a aceitar como o devo fazer, as circunstancias da vida e o seu normal desenrolar. Por exemplo, na sexta feira, tive ao final do dia uma boa notícia que me aliviou imenso, visto que era algo que tinha para resolver e que me foi proposto a sua resolução sem o esperar. São pequenos nadas que, cada vez mais, me convencem que mais vale deixar a vida correr e desenvolver-se sem nos preocuparmos excessivamente ou entrarmos numa onda de ansiedade.
Como dizia Buda: "Os problemas têm duas vias, se não têm solução então não vale a pena preocuparmo-nos; se a tem  então ela surgirá normalmente sem pressas"; ou seja, não devemos antecipar os problemas e ficarmos ansiosos por algo que não sabemos como irá correr. Sobretudo se muitas variáveis não estão no nosso completo domínio.
Tinha a mania de sofrer por antecipação, de imaginar antes de tempo o que iria acontecer, de "viajar" para os locais antes de fisicamente lá estar o que fazia com que depois, no momento em que queria desfrutar do que fazia ou estava, já não sentia qualquer FELICIDADE porque, me parecia, que já tinha vivido tudo isso. Felizmente que neste momento já consigo, e sem esforço, viver o momento presente, sem antecipar o futuro ou querer algo que ainda não posso ter.
Acho que estou bastante mais tranquilo neste momento, talvez por sentir que as coisas se começam a encaixar e a fazer sentido; talvez seja este ar de mudança que me faz bem e que me faça sentir vivo com um SORRISO diferente, mais forte, mais válido e positivo.
Ou seja, talvez comece a saber desfrutar da vida duma forma mais saudável, positiva e muito menos depressiva; utilizo melhor as minhas memórias, as minhas vivências duma forma bem melhor do que há uns tempos, aprendendo também a não ter muletas ou algo que não eu mesmo para me orientar na vida e fazer o meu percurso. A vida deve ser simples e concreta porque na verdade é preciso poucio para sermos felizes.
Não são os bens materiais - se bem que ajudem - nem muita outra coisa de que nos rodeamos e consumimos que nos dão a verdadeira FELICIDADE, mas sim o que temos em nós e connosco, duma forma positiva e concreta. Estando bem com a nossa identidade, conduzindo a nossa vida duma forma honesta e correcta, conseguimos, efectivamente, viver a vida como deve ser vivida porque de facto "tudo é em nós". Nós podemos e devemos controlar a nossa vida de forma a que cada momento seja um momento único e intensamente vivido.
Por tudo isto acho, sinto, que estou diferente e bastante mais amadurecido, se bem que tenha ainda muito para crescer e fazer mas contando essencialmente comigo e com quem me acompanha nesta caminhada actual. Devo lembrar-me que a vida de hoje, nada tem a ver com a vida de ontem, que a ética e os princípios morais em que vivemos se alteraram completamente, esperando sinceramente que, nesta nova etapa da minha vida profissional tudo se conjugue e que consiga encontrar alguns dos valores éticos e pessoais que prezo e que fazem parte das minhas raízes.
Ter FELICIDIDE todos os dias e todos os momentos é uma meta que quero alcançar assim como ter um SORRISO verdadeiramente sentido em todos os segundos da minha vida. E (quase) tudo depende de mim...
 

sexta-feira, janeiro 12, 2018

Tempo

Chego ao SAMS e a minha assistente diz-me " qualquer dia estamos no Natal"; é verdade que o tempo passa cada vez mais depressa por nós, a uma velocidade estonteante pelo que, temos e devemos, aproveitar ao máximo cada momento em que estamos, cada dia que passamos por aqui.
A vida, com os seus mistérios, a sua beleza, o seu negrume, as suas contradições, 
Deve ser bem aproveitada, não tendo medo de vivenciar, experimentar e desfrutar do que temos. Haverá fases piores, momentos menos bons, alturas em que tudo ou quase tudo nos parece negro e negativo, mas também há, felizmente, momentos muito positivos, tranquilos e duma enorme FELICIDADE.
Cada um de nós contém em si mesmo a sua própria chave para a sua FELICIDADE que é inerente a cada um de nós, visto que esse sentimento e esse conceito é não só muito individual mas também muito subjectivo porque o que faz feliz uma pessoa pode não fazer outra. Cada um de nós tem o seu conceito e a sua maneirara de estar na vida mas, sendo preciso tão pouco para ser feliz, então que o saibamos ser da melhor forma.
Tenho passado por muito ao longo da minha vida, muitas coisas positivas e outras bem negativas, mas acho, penso que, duma forma geral posso dizer que tive até agora uma vida bem preenchida. Soubesse o que sei hoje, talvez tivesse feito algumas coisas bem diferentes mas dum modo geral acho que tive o que consegui. Tivesse sido mais maduro ou mais estruturado, teria havido coisas que nunca teria feito e outras que teria feito doutra forma, mas a verdade é que agora, é bem fácil dizer aquilo que se poderia ou não ter feito.  Na altura, foi como foi e agora resta-me tentar ter e sentir FELICIDADE.
Apesar de estarmos Ainda em janeiro, o tempo passa com uma enorme velocidade e rapidamente vamos estar de férias, de planear o que queremos fazer, bem como de  decidir onde vamos e que fazemos. Acabei agora de marcar os meus dias de férias.
Entretanto fui a uma consulta para esclarecer uma patologia própria da idade e felizmente que é algo que vem com a idade. Vou ser medicado, vigiado e pouco mais o que me deixou mais tranquilo. Nunca se sabe.
E neste tempo que temos há que ter a FELICIDADE  que conseguirmos construir, aproveitando cada momento, cada pessoa e cada instante para que o nosso SORRISO possa ser efectivo e verdadeiro.

PS : quando vamos a uma consulta e somos bem tratados, ficamos a pensar se também somos assim para os nossos pacientes, tentando melhorar mais e mais.

quinta-feira, janeiro 11, 2018

Sol

Dia de sol, dia de luz, dia de FELICIDADE. Mesmo com alguma ansiedade, natural por todas estas mudanças recentes e tão rápidas, as coisas vão progredindo no seu caminho e na sua progressão.
O que mais me preocupa é a minha falta de vontade, de ânimo e de interesse pelo que se passa; melhor dizendo, gostava que tudo se passasse sem que tivesse de intervir e de decidir para não pensar.
Devo refugiar-me nas minhas memórias, nas minhas intuições e no que sinto ser certo mas será que é suficiente para estar tranquilo e relaxado, gozando a vida e focando-me mais em mim ??
Sinceramente não me entendo muitas vezes a mim mesmo, porque mesmo inconscientemente parece que tenho sempre um registo alternativo que me impede mesmo de ser totalmente feliz, de me sentir completamente em paz comigo e com a vida; pelos vistos quatro anos de análise não mudaram grande coisa nem me fizeram perder certos registos. Acho que nunca os vou perder enquanto for vivo.
E tenho pena que assim seja porque gostava mesmo de conseguir ser completamente feliz. Como me dizia ontem um amigo recente - mas muito querido - é preciso tão pouco para ser feliz. Porque será que não consigo e estou sempre com esta constante insatisfação e "descarregando" nas pessoas de que gosto.
Um hábito horrível que não há maneira de modificar e aprender que, para além de mim mesmo, ninguém tem de "levar" comigo. É o mínimo.
Ontem tivemos um jantar bem agradável lá em nossa casa, bastante intimista e agradável; conversa fluida, simpática e bastante agradável. Na verdade a troca de ideias e de conceitos de vida é algo de que gosto cada vez mais, tendo a certeza de que prefiro estes ambientes caseiros e simples do que grandes eventos ou saídas nocturnas para espaços fechados e que não conduzem a nada.
Vamos tentar que o meu SORRISO seja uma constante no caminho da FELICIDADE que quero ter no meu dia a dia. E vou conseguir nem que seja aos 100 anos.


quarta-feira, janeiro 10, 2018

Mudança

Dia de SAMS... dia em que o meu filho mais novo começou uma nova etapa da sua vida. Apesar de afastado e de não saber de algumas coisas, espero e desejo que tudo corra da melhor forma possível e que encontre nesta nova etapa a sua própria FELICIDADE. 
Quanto a mim,  nada de novo a não ser a eterna angústia que me tem acompanhado e feito parte integrante da minha vida. Para além desta insatisfação que também faz parte da minha identidade e que nunca mais resolvo duma forma definitiva e concreta.
A vida dá muitas voltas, demasiadas reviravoltas e também à medida que nos aproximamos do final da mesma, tudo se vai complicando e ficando mais difícil porque já não temos a mesma agilidade, o mesmo ânimo e sobretudo a mesma força para lutar e fazer de cada dia, um dia de FELICIDADE e de tranquilidade.
Na verdade, a partir duma certa altura a nossa vontade e disposição transporta-nos para outros lugares e outras ocupações que não as do trabalho. Gostaria de estar na altura de me ocupar doutras coisas, de ter hobbies, de viajar mais e de poder dormir até tarde e, despreocupadamente, seguir o ritmo da vontade.
Infelizmente e ao contrário do que pensava há alguns anos, nada disto foi possível pelas dificuldades do País, bem como por algumas decisões erradas que tomei, para além do grande investimento que fiz na educação dos meus filhos. E de que nada me arrependo.
Mas a verdade é que, agora, gostava de poder estar mais liberto, sem comPromissos profissionais nem mudanças tão radicais. Por força das circunstâncias tenho de seguir em frente, de perceber que o mundo mudou, que nada é como era nesta era agitada em que vivemos e estamos. E que as pessoas já não se regem pelos mesmos princípios e valores éticos dos meus, mas antes por valores extremamente individualistas e próprios. O que me cansa imensamente e me faz pensar que o meu tempo passou mesmo.
O tempo mudou, os valores também mas eu sinto-me Ainda apto para novos projectos, novas aventuras que não as relacionadas com o meu campo profissional. Mas apetecia-me fazer coisas completamente diferentes, bem como ir para bem longe deste País e de tudo. Quero mudar, não quero mais estar neste registo de dia a dia, sem ambições, projectos ou planos. Mudança, força e vontade...

Tendo de seguir em frente, não querendo desistir da vida, então que se faça luz e que consiga estar completamente lúcido e capaz de vencer na vida, com o meu SORRISO forte e luminoso, visto que a FELICIDADE é feita de pequenas coisas, apenas nos restando valorizá-las e desfrutar.

terça-feira, janeiro 09, 2018

Alterações

Chuva.... mais um dia cinzento, escuro mas necessário para estes tempos de seca e de pouca água. Mas sobretudo um dia triste e com alguma ansiedade.
São tempos novos, de mudança e de vontade de mudança e de crescimento pessoal e profissional. Espero, desejo que depois de tudo isto e de todos os meus erros, voltas e reviravoltas tenha a oportunidade de estabilizar e de, finalmente, encontrar um porto seguro e capaz de me dar PAZ e FELICIDADE. 

Nestes períodos de agitação, de mudança há muito sentimento, muita envolvência e algum antagonismo, contradições e Ainda pena pelo que fica para trás. Na verdade é todo um passado que fica em nós, todo um futuro diferente e cheio de incógnitas mas, espero, que o meu SORRISO prevalece, cresça e amadureça para que a minha FELICIDADE seja uma realidade.

segunda-feira, janeiro 08, 2018

Esperança

Há voltas que a vida dá que, muitas vezes, parecem negativas e que depois mostram que são novos caminhos, novos rumos e novas possibilidades. Estou bastante esperançado nesta nova rota que estou, vou, seguir, esperando que seja efectivamente a minha grande mudança e a ultima que farei profissionalmente.
Estou esperançado em tudo isto porque acho que, se souber fazer bem as coisas, tudo se encaixará e poderá correr muitíssimo bem, porque preciso de mudar de ambiente, de local, ganhar mais pacientes e seguir novas rotas comerciais.
Em Carnaxide, estou estagnado, sem animo para grandes mudanças, com problemas de funcionamento porque me sinto esgotado neste caminho, sem grandes possibilidades de mudança nem hipóteses de fazer muito diferente porque acho, sinto, que aquele espaço está sem quaisquer hipóteses de se manter ou crescer.
Espero sinceramente que tudo dê certo, que as experiências anteriores não se repitam e que me sinta confortável nesta minha nova etapa de vida. Quero estar bem,quero estar tranquilo, sossegado e sem os stresses que agora tenho por motivos vários.
Também são apenas mais uns quantos - poucos - anos de trabalho pois tenciono deixar a actividade profissional assim que puder e conseguir. Estou cansado de trabalhar e de lutar por coisas que já não me dizem muito. A minha vida tem sido algo turbulenta em muita coisa, mas agora está na altura de estabilizar, de acalmar e de me dedicar a mim e ao que gosto de fazer. E tenho de arranjar algo para me ocupar fora do campo profissional.
Pessoal e afectivamente sinto-me bem, estável e positivo, sabendo que a vida tem voltas e reviravoltas imprevisíveis mas, para já, sei que é este o caminho que quero seguir e ter nos próximos anos. Nesta última etapa da minha vida, devo e tenho de estar bem, de me sentir compensado, esquecendo tudo o que me entristece e me faz sofrer.

A vida é para ser feita de SORRISOS, de forma a que a FELICIDADE seja uma constante nessa mesma vida. E temos tudo para sermos felizes, pelo que o sejamos.